A segurança do paciente no contexto hospitalar: desvelando fatores intervenientes à assistência na percepção de enfermeiros

  • Denis Fernandes da Silva Ribeiro Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP/Fiocruz. http://orcid.org/0000-0003-2597-0954
  • Iasmin Monteiro Da Cruz Hospital Universitário Pedro Ernesto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ.
  • Diana Ruth Farias Araujo Gaspar Universidade Federal Fluminense – UFF.
  • Barbara Silvestre da Silva Pereira Instituto Nacional de Cardiologia e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.
  • Lorena Prado Santos Faculdade Bezerra de Araújo - FABA.
  • Laís de Araújo Pereira Escola de Enfermagem Anna Nery - Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.
Palavras-chave: Serviço Hospitalar de Enfermagem, Qualidade da Assistência à Saúde, Cuidados de Enfermagem

Resumo

Introdução: Os fatores que condicionam e determinam a prestação de cuidados em saúde vêm recebendo destaque nos dias atuais, considerando os seus impactos sociais e sanitários. Objetivo: Identificar a percepção de enfermeiros acerca do significado de segurança e qualidade na assistência à saúde e descrever o conhecimento de enfermeiros sobre as fragilidades e potencialidades para a prestação da assistência segura e de qualidade a pacientes adultos hospitalizados. Método: Trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva e de abordagem qualitativa. Os dados foram coletados através de questionário aplicado a enfermeiros de um hospital geral público do Rio de Janeiro. Para análise dos dados se utilizou da Análise Temática de Conteúdo de Minayo. Resultados: A partir da análise de conteúdo, os fatores condicionantes foram desvelados em três categorias: “Percepção dos enfermeiros sobre a Segurança e Qualidade da Assistência”; “Fragilidades e potencialidades para a Segurança do Paciente” e “Sugestões para a melhoria da qualidade e segurança do cuidado”. Conclusões: Os enfermeiros assistenciais detêm compreensão adequada sobre a qualidade e segurança no cuidado e possuem conhecimentos sobre ações interventivas de diferentes níveis de governabilidade para abordagem das fragilidades e do fortalecimento das potencialidades, sendo, portanto, conveniente, que participem do processo decisório nos serviços.

Biografia do Autor

Denis Fernandes da Silva Ribeiro, Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP/Fiocruz.
Enfermeiro. Residente pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca – ENSP/Fiocruz. Pós graduando em Gestão em Saúde Pública pela Universidade Federal Fluminense – UFF e em Gestão das Redes de Atenção à Saúde pela ENSP/Fiocruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Iasmin Monteiro Da Cruz, Hospital Universitário Pedro Ernesto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ.

Enfermeira. Residente em Enfermagem Obstétrica no Hospital Universitário Pedro Ernesto pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Diana Ruth Farias Araujo Gaspar, Universidade Federal Fluminense – UFF.
Enfermeira. Residente em Enfermagem Obstétrica pela Universidade Federal Fluminense – UFF. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Barbara Silvestre da Silva Pereira, Instituto Nacional de Cardiologia e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.
Enfermeira. Residente em Enfermagem Clínica e Cirúrgica – Cardiologia no Instituto Nacional de Cardiologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. Pós graduanda em Cardiologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Lorena Prado Santos, Faculdade Bezerra de Araújo - FABA.
Enfermeira. Pós graduanda em Enfermagem Neonatal e Pediátrica pela Faculdade Bezerra de Araújo.
Laís de Araújo Pereira, Escola de Enfermagem Anna Nery - Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.

Enfermeira. Doutora e Mestre em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ. Docente da Faculdade São José/RJ e da Fundação de Apoio à Escola Técnica – FAETEC/RJ. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Publicado
2018-08-31
Como Citar
Ribeiro, D., Da Cruz, I., Gaspar, D., Pereira, B., Santos, L., & Pereira, L. (2018). A segurança do paciente no contexto hospitalar: desvelando fatores intervenientes à assistência na percepção de enfermeiros. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 6(3), 74-79. https://doi.org/10.22239/2317-269x.01106
Seção
Artigo