Investigação de desvios de qualidade em comprimidos de tiamina (vitamina B1) devido à suspeita de ineficácia terapêutica no tratamento de condições neuropsiquiátricas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269X.01249

Palavras-chave:

Tiamina, Análise Fiscal de Produtos, Controle de Qualidade, Alcoolismo, Doenças do Sistema Nervoso

Resumo

Introdução: A suplementação com tiamina em pacientes dependentes de álcool é uma das condutas médicas mais importantes no tratamento da síndrome de abstinência alcoólica e na profilaxia e tratamento de complicações neurológicas mais sérias, sendo também utilizada como adjuvante em quadros neurológicos em pacientes geriátricos. A Vigilância Sanitária de um município de São Paulo solicitou análise de lotes de comprimidos de cloridrato de tiamina devido a queixas técnicas de suspeita de ineficácia terapêutica no tratamento de condições neuropsiquiátricas distintas. Objetivo: Verificar se as suspeitas de ineficácia terapêutica da tiamina estavam relacionadas à qualidade dos medicamentos. Método: Foram realizadas análises fiscais contemplando ensaios de aspecto, variação de peso, identificação e teor de cloridrato de tiamina, uniformidade de doses unitárias e dissolução. Resultados: Não foram encontrados desvios de qualidade nos medicamentos, uma vez que todos os ensaios realizados apresentaram resultados satisfatórios. Conclusões: A administração de medicamentos de qualidade é indispensável para a obtenção dos efeitos clínicos esperados. Outros fatores não relacionados à qualidade dos medicamentos, como a adesão dos pacientes ao tratamento e prejuízo da absorção por via oral, podem estar relacionados às queixas.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Jaqueline Kalleian Eserian, Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP

    Possui graduação em Farmácia - Faculdades Oswaldo Cruz (2008), mestrado (2011) e doutorado (2018) em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (Departamento de Psicobiologia). Atualmente é Pesquisador Científico do Instituto Adolfo Lutz. Possui experiência nas áreas de farmácia e saúde pública, com ênfase em medicamentos, atuando principalmente nos seguintes temas: fármacos psicoativos, controle de qualidade físico-químico e terapêutica medicamentosa.

  • Márcia Lombardo, Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP

    Graduada em Farmácia pela Faculdade Oswaldo Cruz. Mestre em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Pesquisadora Científica do Instituto Adolfo Lutz e doutoranda em Ciências pela Universidade de São Paulo. Tem experiência nas áreas de bioquímica de produtos naturais e qualidade de medicamentos.

Publicado

2019-02-28

Edição

Seção

Comunicação breve

Como Citar

Investigação de desvios de qualidade em comprimidos de tiamina (vitamina B1) devido à suspeita de ineficácia terapêutica no tratamento de condições neuropsiquiátricas. (2019). Vigilância Sanitária Em Debate , 7(1), 76-80. https://doi.org/10.22239/2317-269X.01249

Artigos Semelhantes

1-10 de 661

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.