Investigação de desvios de qualidade em comprimidos de tiamina (vitamina B1) devido à suspeita de ineficácia terapêutica no tratamento de condições neuropsiquiátricas

Palavras-chave: Tiamina, Análise Fiscal de Produtos, Controle de Qualidade, Alcoolismo, Doenças do Sistema Nervoso

Resumo

Introdução: A suplementação com tiamina em pacientes dependentes de álcool é uma das condutas médicas mais importantes no tratamento da síndrome de abstinência alcoólica e na profilaxia e tratamento de complicações neurológicas mais sérias, sendo também utilizada como adjuvante em quadros neurológicos em pacientes geriátricos. A Vigilância Sanitária de um município de São Paulo solicitou análise de lotes de comprimidos de cloridrato de tiamina devido a queixas técnicas de suspeita de ineficácia terapêutica no tratamento de condições neuropsiquiátricas distintas. Objetivo: Verificar se as suspeitas de ineficácia terapêutica da tiamina estavam relacionadas à qualidade dos medicamentos. Método: Foram realizadas análises fiscais contemplando ensaios de aspecto, variação de peso, identificação e teor de cloridrato de tiamina, uniformidade de doses unitárias e dissolução. Resultados: Não foram encontrados desvios de qualidade nos medicamentos, uma vez que todos os ensaios realizados apresentaram resultados satisfatórios. Conclusões: A administração de medicamentos de qualidade é indispensável para a obtenção dos efeitos clínicos esperados. Outros fatores não relacionados à qualidade dos medicamentos, como a adesão dos pacientes ao tratamento e prejuízo da absorção por via oral, podem estar relacionados às queixas.

Biografia do Autor

Jaqueline Kalleian Eserian, Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP

Possui graduação em Farmácia - Faculdades Oswaldo Cruz (2008), mestrado (2011) e doutorado (2018) em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (Departamento de Psicobiologia). Atualmente é Pesquisador Científico do Instituto Adolfo Lutz. Possui experiência nas áreas de farmácia e saúde pública, com ênfase em medicamentos, atuando principalmente nos seguintes temas: fármacos psicoativos, controle de qualidade físico-químico e terapêutica medicamentosa.

Márcia Lombardo, Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP

Graduada em Farmácia pela Faculdade Oswaldo Cruz. Mestre em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Pesquisadora Científica do Instituto Adolfo Lutz e doutoranda em Ciências pela Universidade de São Paulo. Tem experiência nas áreas de bioquímica de produtos naturais e qualidade de medicamentos.

Referências

Dantas JIA et al. Biossíntese de vitaminas em frutos e hortaliças. ACSA – Agropecuária Científica no Semi-Árido. 2012;8(4):22-37.

Antunes MCBM. Tiamina e Álcool: Uma Revisão da Literatura Sobre Interações Nutricionais, Possíveis Complicações e Tratamento. Revista Uniad. 2015[acesso 23 jul 2018];1.Disponível em:

http://www.revistauniad.com/wp-content/uploads/2015/12/10.pdf

Júnior HPL, Lemos ALA. Vitamina B1. Diagn Trat. 2010;15(2):69–70.

Sistema Nacional de Notificações para a Vigilância Sanitária. Formulário para Notificação de Queixa Técnica de Medicamento. Brasília: Agência Nacional de vigilância sanitária [acesso 8 fev 2017]. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/manual/qt_medicamento.pdf

Lombardo M, Eserian JK. A análise da qualidade de medicamentos e o papel do laboratório oficial no contexto da saúde pública. Rev. Adm. Saúde. 2017;17(67):1-14.

Farmacopeia Brasileira. 5ª edição, Vol. 1 e 2. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília: Anvisa, 2010.

Peixoto MM, et al. Avaliação da qualidade de comprimidos de captopril dispensados em Feira de Santana-BA. Infarma. 2005;16(13-14):69-73.

Maciel CD, Laranjeira R, Lauar H. Nutrição no paciente dependente de álcool – Aspectos pertinentes ao clínico. ABP. 1999[acesso 23 jul 2018]. Disponível em: https://www.uniad.org.br/images/stories/publicacoes/outros/reposicao%20vitaminica%20%281%29.pdf

Caon S, Feiden IR, Santos MA. Desvios de qualidade de medicamentos em ambiente hospitalar: identificação e avaliação das ocorrências. Rev Bras Farm Hosp Serv Saúde. 2012;3(1):23-6.

Publicado
2019-02-28
Como Citar
Eserian, J., & Lombardo, M. (2019). Investigação de desvios de qualidade em comprimidos de tiamina (vitamina B1) devido à suspeita de ineficácia terapêutica no tratamento de condições neuropsiquiátricas. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 7(1), 76-80. https://doi.org/10.22239/2317-269x.01249
Seção
Comunicação breve