Avaliação da concentração de nitrato em águas subterrâneas de poços das regiões de Assis e Marília, São Paulo

Palavras-chave: Água de Abastecimento Público, Nitrato, Contaminação, Vigilância Sanitária;, Saúde Pública

Resumo

Introdução: A água é um recurso natural de importância vital a todos os seres vivos, mas, quando está poluída, pode ser a causa de várias doenças. Uma grande variedade de substâncias contaminantes tem sido encontrada nas águas subterrâneas e o nitrato é o poluente de ocorrência mais frequente. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi determinar a concentração de nitrato em amostras de água de poços de sistemas de abastecimento público e soluções alternativas coletivas de 22 municípios das regiões e Marília e Assis, São Paulo. Método: Foram coletadas 157 amostras de água de poços cadastrados nas Vigilâncias Sanitárias municipais e as análises foram realizadas pelo método espectrofotométrico na região Ultravioleta (UV), segundo métodos físicoquímicos para análise de alimentos do Instituto Adolfo Lutz. Resultados: Do total de 157 amostras analisadas, estavam de acordo com a legislação vigente 141 amostras (89,8%) e em desacordo 16 amostras (10,2%). Conclusões: Conclui-se, com os resultados deste estudo, que a análise de nitrato é de extrema importância para avaliar os riscos à saúde humana e ao ambiente. Sugere-se o monitoramento anual dos poços que apresentaram concentrações de nitrato entre 5 e 10 mg/L e a promoção de políticas públicas que garantam à população o acesso à água em conformidade com os padrões legais vigentes.

Referências

REFERÊNCIAS

Biguelini CP, Gumy MP. Saúde Ambiental: Índices de nitrato em águas subterrâneas de poços profundos na região sudoeste do Paraná. Revista faz ciência 2012; 20:153-75.

Dirtu D, Pancu M, Minea ML, Dirtu AC, Sandu I. Occurrence and Assessment of Selected Chemical Contaminants in Drinking Water from Eastern Romania. Rev Chimie-Bucharest 2016; 67(10):2059-64.

Foster S, Hirata R, Gomes D, D´elia M, Paris M. Proteção da qualidade da água subterrânea: um guia para empresas de abastecimento de água, órgãos municipais e agências ambientais. São Paulo: Servmar – Serviços Técnicos Ambientais Ltda; 2006.

Barbosa MC, Carvalho AM de, Ikematsu P, Albuquerque Filho JL, Cavani ACM. Avaliação do perigo de contaminação do sistema aquífero guarani em sua área de afloramento do estado de são Paulo decorrente das atividades agrícolas. Águas Subterrâneas 2011; 25(1):1-14.

Zoby, JLG. Panorama da qualidade das águas subterrâneas no Brasil. In: XV Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, Revista Brasileira de águas subterrâneas 2008; (Supl). Disponível em: https://aguassubterraneas.abas.org/asubterraneas/issue/archive.

Varnier C, Iritani MA, Viotti M, Oda GH, Ferreira, LMR. Nitrato nas águas subterrâneas do Sistema Aquífero Bauru, área urbana do município de Marília (SP). Revista do Instituto Geológico 2010; 31(1/2):1-21.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria de Consolidação nº 5. Consolidação das normas sobre ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde. Diário Oficial da República Federativa do Brasil 2017; 03 out.

Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – Cetesb. Qualidade das águas subterrâneas do Estado de São Paulo 2013-2015. São Paulo: Companhia Ambiental do Estado de São Paulo; 2016.

Costa DD, Kempka AP, Skoronski, E. A contaminação de mananciais de abastecimento pelo nitrato: O panorama do problema no Brasil, suas consequências e as soluções potenciais. REDE – Revista Eletrônica do PRODEMA 2016; 10(2):49-61.

Santos RC. Avaliação da potabilidade das águas subterrâneas do sistema aquífero Bauru provenientes de poços de soluções alternativas coletivas do município de Tupã – SP [dissertação]. Londrina: Universidade Tecnológica Federal do Paraná; 2018.

Tavares M, Vieira AH, Alonso ACB, Mello ARP de, Sousa CV de, Gonzalez E. Avaliação físico-química e microbiológica de águas procedentes de soluções alternativas de abastecimento na Região Metropolitana da Baixada Santista, Estado de São Paulo, Brasil. Vigil. sanit. debate 2017; 5(1):97-105.

Bian J, Liu C, Zhang Z, Wang R, Gao Y. Hydro-Geochemical characteristics and Health Risk Evaluation of Nitrate in Groundwater. Pol. J. Environ. Stud 2016; 25(2):521-27.

Grimason AM, Morse TD, Beattie TK, Masangwi SJ, Jabu GC, SC Taulo SC et al. Classification and quality of groundwater supplies in the Lower Shire Valley, Malawi – Part 1: Physico-chemical quality of borehole water supplies in Chikhwawa, Malawi. Water SA 2013; 39(4):563-72.

Instituto Adolfo Lutz. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. 5ª ed. São Paulo; 2008. Disponível em: www.ial.sp.gov.br.

Dovidauskas S, Okada IA, Iha MH, Cavallini AG, Okada MM, Briganti RC. Parâmetros físico-químicos incomuns em água de abastecimento público de um município da região nordeste do Estado de São Paulo (Brasil). Vigil. Sanit. Debate 2017; 5(1):106-15.

Bezerra ADA, Rocha JC da, Nogueira ER, Araújo FGDM, Farias MK, Brandão MGA et al. Teor de nitrato em águas subterrâneas da região metropolitana de Fortaleza, Ceará: um Alerta. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, 2017; 38(2):129-36.

Lauthartte LC, Holanda IBB de, Luz CC, Mussy MH, Pansini S, Manzatto AG et al. Avaliação da qualidade da água subterrânea para consumo humano: Estudo de caso no Distrito de Jaci-Paraná, Porto Velho – Ro. Águas Subterrâneas 2016; 30(2):246-60.

Feitosa FAC, Manoel Filho J, Feitosa EC, Demetrio JGA. Hidrogeologia: conceitos e aplicações. 3ª ed. rev e ampl. Rio de Janeiro: CPRM: LABHID; 2008.

Araújo PP, Oliveira F de A, Cavalcante IN, Queiroz JCB, Carneiro BS, Tancredi ACFNS. Classificação hidroquímica e contaminação por nitrato no aquífero livre Barreiras na bacia do rio Capitão Pocinho região do médio rio Guamá na Amazônia oriental. Revista Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science 2011; 6(2):266-281.

Angelovičová M, Szabóová Z, Tkáčová J, Angelovič M. Nitrate and nitrite contents in the private ground water wells. Potravinarstvo Slovak Journal of Food Sciences 2017; 11(1):344-54.

MONTANHEIRO F, CHANG HK. Nitrato no aquífero adamantina: o caso do município de Monte Azul Paulista, SP. Revista do Instituto Geológico 2016; 37(2):25-44.

Publicado
2019-05-31
Como Citar
Silva, R., Santos, R., & Ferreira, L. (2019). Avaliação da concentração de nitrato em águas subterrâneas de poços das regiões de Assis e Marília, São Paulo. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 7(2), 102-106. https://doi.org/10.22239/2317-269x.01290
Seção
Relato de Experiência