Análise da rotulagem de bebidas mistas de frutas e vegetais denominadas detox

Autores

  • Eliane Beatriz Magalhães Silva Departamento de Alimentos, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil Autor https://orcid.org/0000-0003-3221-1198
  • Valéria Regina Martins Vieira Serviço de Análise de Rotulagem, Divisão de Vigilância Sanitária e Ambiental, Fundação Ezequiel Dias (Funed), Belo Horizonte, MG, Brasil Autor https://orcid.org/0000-0002-5070-7296
  • Simone Aparecida Rodrigues de Oliveira Gonçalves Serviço de Análise de Rotulagem, Divisão de Vigilância Sanitária e Ambiental, Fundação Ezequiel Dias (Funed), Belo Horizonte, MG, Brasil Autor https://orcid.org/0000-0003-2084-1205
  • Jacqueline Aparecida Takahashi Departamento de Química, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil Autor https://orcid.org/0000-0002-8831-1609
  • Raquel Linhares Bello de Araújo Departamento de Alimentos, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil Autor https://orcid.org/0000-0002-5110-5203

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269X.01458

Palavras-chave:

Alimentos Embalados; Legislação de Alimentos; Rotulagem

Resumo

Introdução:Os rótulos fornecem informações para a orientação do consumidor sobre as escolhas alimentares mais adequadas às suas necessidades, sendo um importante canal de comunicação entre o consumidor e o produtor de alimentos. Para cumprir esse papel, é fundamental que essas estejam corretas e atendam aos parâmetros legais estabelecidos. Objetivo:Avaliar a conformidade dos rótulos das bebidas mistas industrializadas à base de frutas e vegetais que apresentavam a denominação suco detox, comercializadas em Belo Horizonte (MG), Brasil, entre os anos de 2017 e 2019. Método:Foram selecionadas inicialmente 23 bebidas mistas e, após a avaliação dos critérios de exclusão, sete amostras de diferentes marcas foram selecionadas para o estudo. A análise da rotulagem foi realizada conforme a regulamentação vigente para alimentos na legislação brasileira, utilizando um checklist com os seguintes itens obrigatórios: denominação do produto; lista de ingredientes; conteúdo líquido; identificação de origem; identificação de lote; prazo de validade; cuidados de conservação; uso de frases e imagens que podem causar erro ou engano ao consumidor; rotulagem nutricional; advertência sobre o glúten e o número do registro das bebidas no Ministério da Agricultura e Pecuária e Abastecimento (MAPA). Resultados:Em 100% (n = 7) das amostras foi observada a irregularidade do uso do termo detoxnos rótulos e ausência do registro junto ao MAPA. Setenta por cento (n = 5) apresentavam erros na lista de ingredientes e informação nutricional e em 57% (n = 4) não estava correta a informação do conteúdo líquido. Conclusões:Os resultados evidenciaram a presença de não conformidades em todos os produtos analisados. Destacaram-se as irregularidades em relação à denominação de venda e a ausência de registro. Diante disso,
enfatiza-se a necessidade de adequação das empresas frente à regulação da rotulagem dos alimentos e a importância de se promover ações que permitam aos consumidores acesso a informações confiáveis sobre esses alimentos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

Análise da rotulagem de bebidas mistas de frutas e vegetais denominadas detox. (2021). Vigilância Sanitária Em Debate , 9(3), 130-136. https://doi.org/10.22239/2317-269X.01458

Artigos Semelhantes

1-10 de 648

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.