Experiências de regulação de preços de medicamentos em países selecionados: lições para o Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269X.01730

Palavras-chave:

Regulamentação Governamental; Preço de Medicamento; Medicamentos Genéricos

Resumo

Introdução:A regulação de preços no mercado farmacêutico é comum aos países de diversos níveis de desenvolvimento, mas a motivação para sua implementação difere entre países desenvolvidos e em desenvolvimento. Objetivo:Discutir, com base em outras experiências de regulação de preços de medicamentos em países selecionados, a regulação de preços de medicamentos em vigor no Brasil, de modo a acumular evidências da necessidade de melhorias na regulação em vigor. Método:Revisão da literatura sobre modelos regulatórios de preços de medicamentos em países selecionados. Resultados:Com a sistematização da literatura, realizou-se a análise dos diferentes tipos de regulação de preços de medicamentos por grupo de países europeus e em desenvolvimento. Conclusões:A revisão de literatura serviu para observar as diferenças da regulação de preços dos medicamentos em distintos países em comparação com a brasileira e trazer sugestões de como aperfeiçoar a regulação atual para se alcançar resultados mais desejáveis.

Biografia do Autor

Caroline Miranda Alves de Souza, Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2016). Mestra em Economia da Indústria e da Tecnologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2020). Aluna de doutorado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Economia, atuando principalmente nos seguintes temas: inovação, regulação, economia industrial, indústria farmacêutica, saúde e desenvolvimento.

Julia Paranhos, Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Professora Associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenadora do Grupo de Economia da Inovação do Instituto de Economia da UFRJ. Diretora Adjunta de Graduação do IE/UFRJ entre agosto de 2015 e julho de 2017. Graduada em Ciências Econômicas pela UFRJ (2004), mestre em Economia Industrial pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006) e doutora em Economia da Indústria e da Tecnologia pela UFRJ (2010) com período de doutorado sanduíche no Science and Technology Policy Research - SPRU (2009). Membro da Associação Brasileira de Economia Industrial e Inovação (ABEIN). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Inovação, atuando principalmente nos temas: gestão da inovação, política industrial e de inovação, relação universidade-empresa e propriedade industrial, em especial no setor farmacêutico.

Lia Hasenclever, Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Universidade Cândido Mendes, Campos dos Goytacazes, RJ, Brasil

Graduado em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1977), mestrado em Economia Industrial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1988) e doutorado em Programa de Pós Graduação Em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997). Atualmente é Professor do Programa de pós Graduação em Planejamento Regional e Gestão de cidades e Professor Aposentada da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Organização Industrial, Estudos Industriais e de Inovação, e Desenvolvimento, atuando principalmente nas seguintes aplicações: desenvolvimento econômico local; estudos industriais e de inovação nas indústrias farmacêutica, petroquímica, petrolífera, têxtil e confecções; e estado do Rio de Janeiro e suas regiões.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Como Citar

Souza, C. M. A. de, Paranhos, J., & Hasenclever, L. (2021). Experiências de regulação de preços de medicamentos em países selecionados: lições para o Brasil. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia (Health Surveillance under Debate: Society, Science & Technology) – Visa Em Debate, 9(3), 14-22. https://doi.org/10.22239/2317-269X.01730

Edição

Seção

Artigo