Avaliação de elementos inorgânicos em água e uma população humana exposta a rejeitos de minério

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269X.01900

Palavras-chave:

Elementos Inorgânicos; Análise Laboratorial; Rio Amazonas; Elesbão; Amapá

Resumo

Introdução: A exploração do manganês no Amapá e o armazenamento inadequado dos rejeitos de minério na área portuária de Santana geraram impactos ambientais e sociais aos moradores locais. Objetivo: Avaliar a presença de elementos inorgânicos nas moradoras do bairro Elesbão expostas aos rejeitos de minérios. Método: Por meio da Espectrofotometria de Absorção Atômica de Chama (F-AAS), quantifcaram-se metais na água utilizada pela população e na matriz biológica urina, enquanto no cabelo utilizou-se Espectrometria de Massas com Plasma Indutivamente Acoplado (ICP-MS). Coletou-se o sangue de 67 mulheres expostas e de 99 não expostas, destas, coletou-se 65 amostras de urina e 18 de cabelo. Foram realizadas análises hematológica, bioquímica e de coagulação no sangue de todas as participantes que também responderam a um questionário socioeconômico. Resultados: Quanto à faixa etária, 60,0% das moradoras expostas estavam entre 18 e 42 anos e moravam na localidade entre 10 e 34 anos. Na água analisada, encontrou-se concentrações elevadas dos metais As, Cd, Cu, Fe, Mn e Pb. Na matriz urina, observou-se signifcância para o Mn e, no cabelo, para Pb e Mn. Dentre os parâmetros hematológicos signifcativos estavam Hb, Ht, VCM, HCM, monócitos, alterações morfológicas nas hemácias e plaquetas. Na avaliação bioquímica, observaram-se alterações nas enzimas fosfatase alcalina, bilirrubinas e creatinina. Conclusões: Há contaminação ambiental por elementos que podem comprometer a saúde da população exposta, quando em contato por tempo prolongado. Estudos mais aprofundados e direcionados à saúde da mulher precisam ser realizados, incluindo parâmetros como a análise de hormônios e marcadores genéticos, visando contribuir, assim, para uma ação das autoridades competentes em melhorar a saúde da população exposta.

 

 

 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Francy Mendes Nogueira Cardoso, Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal do Amapá (Unifap), Macapá, AP, Brasil / Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Graduação em Bacharelado Ciências Biológicas-Modalidade Médica pela Universidade Federal do Pará (2001) e Especialização em Análises Clínicas com Ênfase em Microbiologia e Hematologia. Biomédica do Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Universitário João de Barros Barreto da Universidade Federal do Pará. Tem experiência nas áreas de Microbiologia, Hematologia, Urinálise, Parasitologia e Coleta de Sangue, Secreção Biológicas e gerenciamento de Laboratório de Análises Clínicas. Atualmente cedida por Cooperação Técnica para o Laboratório Especial de Microbiologia Aplicada - LEMA, da Universidade Federal do Amapá.

  • Caio Rodrigues Telles, Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal do Amapá (Unifap), Macapá, AP, Brasil / Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Possui graduação em Biomedicina pela Faculdade Anhanguera de Brasília (2012). Atualmente é técnico em laboratório - Secretária estadual de saúde do amapá. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciencias da Saude da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP)

  • Wentony Mark Costa Milhomem, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Possui ensino-medio-segundo-grau pelo Instituto Federal do Amapá(2016). Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Farmácia clínica, assistência e atenção farmacêuticas.

  • Silas Vieira Trindade Junior, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Acadêmico da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Amapá - UNIFAP. Bolsista de Inicição Cientifica vinculado ao INCT Forense do Amapá.

  • Luany Janaira Gois Vidal, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Acadêmica de graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Amapá (2017-2022). Já foi aluna de iniciação científica da categoria Probic do ciclo 2018-2019, participou de projetos de extensão, monitoria e trabalho voluntário. Tem interesse nas áreas forense e tecnológicas.

  • Roberto Messias Bezerra, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Graduação em Licenciatura em Química pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande , no período de 1989 à 1993; Atuou na Indústria de Processamento de soja,(CEVAL), no Estado do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, nas atividades de controle de qualidade e processo de refino de óleo vegetal, no período de 1989 a 1996; Atuou na área de ensino de química nas escolas do Estado de Mato Grosso do Sul no período de 1990 a 1995; Realizou mestrado em (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo - USP/São Carlos no período de 1996 a 1999); Atuou como professor de química nas escolas do Estado do Amapá, no período de 1999 a 2001; Realizou o doutorado em ciencias exata e da terra pela Escola de Engenharia de São Carlos - Universidade de São Paulo, USP/São Carlos no período de 2002 à 2005. Possui experiência na área de Química, com ênfase em Eletroquímica, atuando principalmente nos seguintes temas: meio ambiente, bio-degradação, corrosão, ligas de Platina, farmacognosia , análise por Absorção Atômica; Realizou Projeto de DCR - com trabalho de biocorrosão em instalação da Usina de energia elétrica Coaracy Nunes, no período de 2006 a 2009; na Universidade Federal do Amapá, UNIFAP. e participou da criação do Curso de Química da Universidade do Estado do Amapá, e concomitante com a criação da própria Universidade, UEAP, em 2006, onde atuou como docente até o ano de 2009.

  • Francinaldo Sarges Braga, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Atualmente é técnico em química do Laboratório de Absorção Atômica e Bioprospecção da Universidade Federal do Amapá. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Instrumentação Analítica

  • Huann Carllo Gentil Vasconcelos, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Bacharel em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) (2007), Mestre em BIODIVERSIDADE TROPICAL, Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) (2014). Atualmente é biólogo da Universidade Federal do Amapá, Departamento de Ciências Biológicas, Laboratório de Ictiologia e Limnologia. Atua como Revisor e Editor Gerente do Periódico Biota Amazônia (ISSN 2179-5746). Tem experiência na área de Ictiologia e Ictioparasitologia.

  • Amanda Furtado de Almeida, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Graduada em Farmácia pela Universidade Federal do Amapá - UNIFAP (2017), Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas da UNIFAP.

  • Silvia Eline Alfaia Lima , Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Amapá; Especialista em Farmacologia Clínica e Prescrição Farmacêutica; Especialista em Docência do Ensino Superior; Bacharel em Farmácia Generalista; Licenciada em Ciências Biológicas.

  • Madson Ralide Fonseca Gomes, Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal do Amapá (Unifap), Macapá, AP, Brasil / Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT), Porto Alegre, RS, Brasil

    Possui graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade Federal do Pará (2000) e Mestre em Química pela Universidade Federal do Pará (2003). É especialista em Farmacologia pela Universidade Federal de Lavras (2004) e em Hematologia Clínica e Laboratorial pela Faceres de São José do Rio Preto-SP (2016). Doutor em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2012). Concluiu o Pós-doutorado na Universidade Federal do Pará (2015) e professor de graduação e pós-graduação na Universidade Federal do Amapá. Tem experiência nas Ciências Farmacêuticas principalmente nos seguintes temas: Hematologia, Parasitologia, Toxicolologia, Farmacognosia. Atua também na Prospecção e Avaliação Biológica de Moléculas de Interesse Farmacêutico. Atualmente é Coordenador do INCT Forense/Amapá atuando na área das Ciências Forenses/Análises Químicas e Toxicológicas.

Referências

Referências

Lima, M.O; Faial, K.R.F; Brabo, E.S; Santos, E.C.O; Angélica, R.S; Mendes, R.A; Carneiro, B.S; Sá, L.L.C; Vale, E.R; Jesus, I.M. Avaliação de arsênio total, de elementos traços e bacteriológica em águas de consumo na comunidade do Elesbão, município de Santana, estado do Amapá, Brasil. Caderno de Saúde Coletiva, 15 (4), 467 – 482, 2007. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=527825&indexSearch=ID

Santos, E.C.O.; Jesus, I. M. de; Brabo, E. da S.; Fayal, K. F.; Filho, G. C. S.; Lima, M. de O.; Miranda, A. M. M.; Mascarenhas, A. S.; Sá, L. L. C. de; Silva, A. P. da; Câmara, V. de M.; Exposição ao mercúrio e ao arsênio em Estados da Amazônia: Síntese dos estudos do Instituto Evandro Chagas/FUNASA. Revista Brasileira de Epidemiologia, 6, 2, 2003. Disponível em: http://www.iepa.ap.gov.br/arquivopdf/ftp_pdf/arsenio1EC.pdf

Facundes, R. S. Danos socioambientais provenientes do manuseio inadequado de rejeitos de manganês e as implicações para a vida e a saúde dos moradores da vila do Elesbão. Macapá, Dissertação (Mestrado em Direito Ambiental e Políticas Públicas) – UIFAP, 2011.

Lima, S. E. A.; Almeida, A. F.; Bezerra, R. M.; Braga, F. S.; Azevedo, B. O.; Milhomen, W. M. C.; Silva, A. K. P.; Viana, M. A.; Moreira, O. S.; Dantas, D. S.; Gomes, M. R. F.. Biomonitoring through the laboratory evaluation of a population exposed to ores. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, 38:e645, 2017. ISSN 1808-4532.

Lima, S.E.A. Biomonitoramento através da avaliação laboratorial de uma população exposta a metais no Município de Santana, Amapá, Brasil. Macapá, Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - UNIFAP, 2018.

American Public Health Association- APHA. Standard methods for the examination of water and watwater. Washington: AWWA, 22. ed., 2012

Lima, D. P. Avaliação da contaminação por metais pesados na água e nos peixes da bacia do rio Cassiporé, Estado do Amapá, Amazônia, Brasil. Macapá, Dissertação (Mestre em Biodiversidade Tropical) - UNIFAP, 2013.

Lima, D. P.; Santos, C.; Silva, R. S.; Yoshioka, E. T. O.; Bezerra, R. M. Contaminação por metais pesados em peixes e água da bacia do rio Cassiporé, Estado do Amapá, Brasil. ACTA AMAZONICA, 45(4), 405 – 414, 2015. http://dx.doi.org/10.1590/1809-4392201403995

CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução n.º 357, de 17 de março de 2005. Brasília: DOU de 18/03/2005.

Brasil. Coleta de Sangue. Diagnóstico e monitoramento das DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais.. Brasília, 2010;

Ramos, T.D. Avaliação da Exposição Ambiental ao Manganês na População Residente no Entorno de um Estaleiro no Município de Angra dos Reis, RJ. Rio de Janeiro, Dissertação (Mestrado em Ciências na área de Saúde Pública) – FIOCRUZ, 2013.

Pozebon, D; Dressler, V. L.; Curtius, A. J. Análise de cabelo: uma revisão dos procedimentos para a Determinação de elementos traço e aplicações. Química nova, 22, 6, 1999. ISSN 1678-7064.

Frazão, S. V. Estudo da Determinação de Elementos Traço em Cabelos Humanos pelo Método de Análise por Ativação com Nêutrons. Dissertação (Mestrado em Ciências na Área de Tecnologia Nuclear – Aplicações). Universidade de São Paulo, 2008.

Moreau, R. L. M; Siqueira, M. E. P. B. Ciências Farmacêuticas – Toxicologia Analítica. Editora Guanabara Koogan, 2a ed. Revisada e Atualizada, 2016.

Mendes, S. U. R. Avaliação dos Teores de Mercúrio em Crianças Residentes em Área de Garimpo no Município de Chapada de Natividade - Tocantins. Dissertação (Mestrado em Ciências na Área de Tecnologia Nuclear – Aplicações) Universidade de São Paulo, 2017.

Marinha, M. S. S. Níveis de cádmio em sangue e urina dos habitantes do entorno de uma reserva ecológica no Pantanal Mato-grossense. Rio de Janeiro, Dissertação (Mestrado em Ciências na área de Saúde Pública) – FIOCRUZ, 2011.

Krieger, H. A.C. Avaliação dos Níveis Salivares e Sanguíneos de Níquel em Indivíduos Fumantes e Não Fumantes – Estudo Piloto. Florianópolis, Trabalho de conclusão de Curso de Graduação em Odontologia – UFSC, 2014.

Noronha, K. V. M. S; Andrade, M. V. O Efeito da Distribuição de Renda sobre o Estado de Saúde Individual no Brasil. Revista Pesquisa e planejamento econômico. 37, 3, 2008. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/3743/1/PPE_v37_n03_Efeito.pdf

Marinho, I. G.; Lima Junior, C. A. A.; Cardoso, A. K. M.; Barboza, N., M.; Menezes, R. A. O. Fatores de risco para doenças crônicas não-transmissíveis em moradores no entorno de áreas alagadas na periferia de Macapá, Amapá. Brazilian Journal of Health Review. 1, 1, 148-163, 2018. ISSN 2595-6825

Pinheiro, M. O.; Souza, C.B. Efeitos Teratogênicos dos Metais Pesados sobre a Infertilidade Humana e Malformações Congênitas. Revista UNILUS Ensino e Pesquisa, 14, 2017. Disponível em: http://revista.unilus.edu.br/index.php/ruep/article/view/822

Alvarenga, K. F.; Morata, T. C.; Lopes, A. C.; Feniman, M. R.; Corteletti, L. C. B. J. Brainstem auditory evoked potentials in childrenwith lead exposure. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. 81(1),37-43, 2015. DOI se refere ao artigo: http://dx.doi.org/10.1016/j.bjorl.2013.12.001

Moreira, F.R.; Moreira, J.C. Os efeitos do chumbo sobre o organismo humano e seu significado para a saúde. Rev Panam Salud Publica. 15(2),119–29, 2004.

Moreira, M. de F. R.; Ferreira, A. P.; Araújo, U. C. Determinação dos níveis de

exposição de metais em trabalhadores da construção naval: impactos e desafios. Rev Bras Med Trab.14, 19-28, 2016. Disponível em: http://www.rbmt.org.br/details/3/pt-BR/determinacao-dos-niveis-de-exposicao-de-metais-em-trabalhadores-da-construcao-naval--impactos-e-desafios

Cunha, E. L. Avaliação da contaminação bacteriana e por metais pesados na orla fluvial do município de Macapá, Amapá. Macapá, Dissertação (Mestrado em Biodiversidade Tropical) – UNIFAP, 2012.

Viana, G.F.S. Avaliação da exposição ambiental ao manganês por marcadores não invasivos e efeitos neuropsicológicos em adultos. Salvador. Dissertação (Mestrado em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia, 2013.

Menezes-Filho, J. Á.; Paes, C. R.; Pontes, A. C.; Moreira, J. C.; Sarcinelli, P. N.; Mergler, D. High levels of hair manganese in children living in the vicinity of a ferro-manganese alloy production plant. Neurotoxicology. 30, 6, 1207-1213, 2009.

Paulelli, A. C. C; Avaliação da exposição a elementos químicos em moradores residentes em áreas atingidas pelo rompimento da barragem de rejeitos de minério de ferro em Mariana (MG). Tese (Doutorado em Ciências) – Universidade de São Paulo, 2019.

Saraiva, A. C. F.; Pereira, S. F. P. Avaliação de chumbo em cabelo de populações de área de garimpo - região da volta grande do rio xingu. Council of Researches in Education and Sciences, 1. p. 1-5, 2005. In: V Congresso Brasileiro de Pesquisas Ambientais e Saúde, Santos.

Williamson, M. A. L.; Snyder, M. Interpretação de exames laboratoriais. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 9. ed., 2013.

Sá, P. G. S. Contaminação do ambiente marinho por metais pesados e suas implicações sobre comunidades de pescadores arte sanais, Rio de Janeiro, Tese (Doutorado em Saúde Pública) – FIOCRUZ, 1999.

Failace, R. Hemograma: manual de interpretação. Editora Artmed, Porto Alegre, 2009. ISBN 978-85-363-2081-6.

Henry, J. B. Diagnósticos Clínicos e Tratamento por Métodos Laboratoriais. São Paulo: Manole, 21. ed., 2013.

Xu, J.; Zhao, M.; Pei, L; Liu, X.; Wei, L.; Li, A.; Mei, Y.; Xu, Q. Effects of heavy metal mixture exposure on hematological and biomedical parameters mediated by oxidative stress. Science of the Total Environment 705, 2020.

Baierle, M.; Valentine, J.; Paniz, C.; Moro, A.; Barbosa JR, F.; Garcia, S. C. Possíveis efeitos do cobre sanguíneo sobre parâmetros hematológicos em idosas. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, v. 46, p. 463-470, 2010.

Ruppenthal, J. E. Toxicologia. Santa Maria: Redee-Tec Brasil, 2013.

Burtis, C. A.; Burns, D. E. Fundamentos de Química Clínica e Diagnóstico Molecular. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

Silva, P.H.; Alves, H. B.; Comar, S. R.; Hennemberg, R.; Merlin, J.C.; Stinguen, S. T. Hematologia laboratorial: teoria e procedimentos. Porto: Artmed, 2016.

Squitti, R.; Guidoni, R.; Simonelli, I.; Ivanova, I. D.; Colabufo, N. A.; Zuin, M.; Benussi, L.; Binetti, G.; Cassetta, E.; Rongioletti, M.; Siotto, M. Copper dyshomeostasis in Wilson disease and Alzheimer's disease as shown by serum and urine copper indicators. Journal of Trace Elements in Medicine and Biology, v. 45, p. 181–188, 2018.

Hu, Y.; Zhou, J.; Du, B.; Liu, H.; Zhang, W.; Liang, J.; Zhang, W.; You, L.; Zhou, J. Health risks to local residents from the exposure of heavy metals around the largest copper smelter in China. Ecotoxicology and Environmental Safety. v. 171, p. 329–336, 2019.

Naoum, F. A. Doenças que Alteram os Exames Hematológicos. Rio de Janeiro: Atheneu, 2010.

Hospital Albert Einstein. Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Anticoagulação Oral, versão electronica atualizada, 2012. Disponível em: https://docplayer.com.br/21403022-Diretrizes-assistenciais.html

Araújo, A. C. O.; Domingues, R. B.; Bellen, B. V. Determinação do INR: comparação entre método convencional e dispositivo portátil. Vascular Brasileiro, 13(2), 88-93, 2014. https://doi.org/10.1590/jvb.2014.051

Camargos, A. M. T. de; Giarola, F. C.; Rocha, F.; Castro, I. A. de; Fonseca, L. H. R. da; Cardoso Júnior, M. D.; Pio, P. A. Protocolo Clínico: Monitorização de pacientes em uso de Varfarina Ambulatório Universitário. Divinópolis-UFSJ, 2017.

Castro, H. C.; Ferreira, B. L. A.; Nagashima, T.; Leal, M.; Schueler, A; Rueff, C.; Camisasca, D.; Moreira, G.; Scovino, G.; Borges, L.; Leal, M.; Filgueira, M.; Paschoal, P.; Bernardo, V.; Bourguinhon, S.; Rodrigues, C. R.; Santos D. O. Plaquetas: ainda um alvo terapêutico. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, 42 (5), 321-332, 2006. https://doi.org/10.1590/S1676-24442006000500004.

Farias, M. G.; Bó, S. D. Importância clínica e laboratorial do volume plaquetário médio. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, 46 (4), 275-281, 2010. https://doi.org/10.1590/S1676-24442010000400003

Pereira, A.V.; Rocha, F. D. L. M.; Oliveira, A. N.; Tapety, F. I.; Cavalcante, A. A. C. M.; Chaves, T. V. S. C. Haematological and genotoxic profile study of worker exposed to medical waste. Journal of research fundamental care online, 5, 6, 2013. doi: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v5.3397

Bain, B.J. Células Sanguíneas – um Guia Prático. Porto Alegre: Artmed, 2016.

Agency for Toxic Substances and Disease Registry- ATSDR. Toxicological profile for manganese. Department of Health and Human Services, Public Health Service. Atlanta, GA: U.S., 2012. Disponível em <http://www.atsdr.cdc.gov/toxprofiles/tp151.pdf>.

Dalton, R, N. Creatinina sérica e taxa de filtração glomerular: percepção e realidade. Jornal Brasileiro de Patologia Médica e Laboratorial, v. 47, n 1, 2011.

Morales, A. P.; Maciel, R. N.; Jorge, F. S.; Neto, N. T. A.; Cordeiro, D. C.; Viana, M. A. S.; Oliveira, C. J. L. Alterações dos níveis séricos de creatinina, ácido úrico, creatina kinase e da taxa de filtração glomerular em corredores de “rua”. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, 15:71-81, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2013v15n1p71.

Ramos, G; Marini, D. C. Exames Bioquímicos Relacionados a Alterações Renais. FOCO, 5, n 6, 2014.

Brito, T. N. S.; Oliveira, A. R. A.; Silva, A. K. C. Taxa de filtração glomerular em adultos: características e limitações das equações utilizadas. Revista Brasileira de Análises Clínicas, 48, 1, 2016. Disponível em: www.rbac.org.br/artigos/taxa-de-filtração-glomerular-estimada-em-adultos

Brasil. MT. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional. Norma Regulamentadora nº 7. Brasília: DOU de 06/07/78.

Melo, M. A. W.; Silveira, C. M. Laboratório de hematologia: teorias, técnicas e atlas. Rio de Janeiro: Rubio, 1ª ed., 2015.

Publicado

2021-11-30

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

Avaliação de elementos inorgânicos em água e uma população humana exposta a rejeitos de minério . (2021). Vigilância Sanitária Em Debate , 9(4), 35-45. https://doi.org/10.22239/2317-269X.01900

Artigos Semelhantes

1-10 de 526

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)