Condições higiênicossanitárias de unidades de alimentação e nutrição de escolas participantes do Programa Nacional de Alimentação Escolar: qual a realidade em Goiás?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269x.01991

Palavras-chave:

Risco Sanitário, Segurança Alimentar, Alimentação Escolar, Serviços de Alimentação, Manipulação de alimentos

Resumo

Introdução: Para a oferta de refeições seguras aos estudantes, preconizado pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar, se faz necessária uma condição higiênicossanitária adequada da Unidade de Alimentação e Nutrição. Objetivo: Avaliar as condições higiênicossanitárias das Unidades de Alimentação e Nutrição de escolas participantes do Programa Nacional de Alimentação Escolar em municípios goianos, bem como verificar possíveis associações com: índices municipais, características da escola e supervisão de nutricionista. Método: Estudo transversal, realizado entre 2017 e 2019, com amostra de 395 escolas, de 103 municípios de Goiás. As condições higiênicossanitárias foram verificadas por nutricionistas, por meio de um checklist baseado na RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e nos índices municipais de desenvolvimento humano e da educação básica em base de dados públicas. As características da escola e o recebimento de supervisão foram perguntados aos diretores escolares. Realizou-se uma análise descritiva dos itens do checklist e testes de hipóteses e correlação. Resultados: A maioria das unidades (69,4%) foi classificada como de risco sanitário regular, de acordo com o checklist. Obteve-se diferenças significativas entre: as escolas municipais e estaduais (p = 0,02); a mesorregião Norte das outras (p = 0,00) e o baixo Índice de Desenvolvimento Humano das demais categorias (p = 0,02). Ademais, o alto Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (5º ano) apresentou uma associação com o muito baixo risco sanitário (p = 0,04). Conclusões: Infere-se que há necessidade de medidas corretivas. Sugere-se a implementação de manuais de boas práticas; a formação de manipuladores; a supervisão contínua do nutricionista e do Conselho de Alimentação Escolar; e o investimento da gestão com vistas à Segurança Alimentar e Nutricional dos escolares.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Giovanna Angela Leonel Oliveira, Departamento de Nutrição, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

    Possui graduação em Nutrição pela Universidade Federal de Goiás - UFG (2015), com período sanduíche na Universidade do Algarve em Portugal (2013-2014), especialização em Nutrição Clínica e Esportiva pela PUC Goiás (2017) e mestrado em Nutrição e Saúde pela UFG (2018). Atuou como agente do Programa Nacional de Alimentação Escolar no Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar - CECANE/UFG (2017-2018) e como professora substituta na área de Nutrição em Saúde Pública na Faculdade de Nutrição - FANUT/UFG (2018-2020). Desde 2019, faz doutorado em Nutrição Humana na Universidade de Brasília - UnB e integra o Núcleo de Estudos Epidemiológicos em Saúde e Nutrição - NESNUT/UnB. Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Nutrição em Saúde Pública, atuando principalmente na temática de saúde, nutrição e alimentação de crianças escolares.

  • Thais de Paula Marques, Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil

    Graduação em Nutrição pela Universidade Federal de Goiás (UFG) (2014). Especialização em Nutrição Materno-Infantil pelo Programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas da UFG (2017) e mestrado em Nutrição e Saúde pela UFG (2020).

  • Tainá Amélia Santana Marchewicz , Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil

    Graduação em Nutrição pela Universidade Federal da Grande Dourados (2016). Especialização em Nutrição Esportiva e Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de Goiás (2018). Mestrado em Nutrição e Saúde pela Universidade Federal de Goiás (2020). Trabalhou exercendo os cargos de Monitora, Responsável Técnica e de Agente do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE no Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar da Universidade Federal de Goiás - CECANE UFG (2017, 2018, 2020). Atualmente, exerce o cargo de Assessora Técnica Administrativa no CECANE UFG e está cursando Especialização em Docência no Ensino Superior no Centro Universitário SENAC.

  • Liana Jayme Borges , Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil

    Possui graduação em nutrição (2004) pela Universidade Federal de Goiás (UFG), mestrado (2006) e doutorado (2010) em Medicina Tropical pela UFG. Atualmente é professora associado 2, Coordenadora de Ações de Extensão pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC/UFG), membro da Comissão Própria de Avaliação (CPA) e membro da equipe de gestão do Cecane UFG. Tem experiência na área de extensão universitária e em Nutrição, atuando principalmente nos seguintes temas: alimentação escolar, controle de qualidade e microbiologia de alimentos.

  • Karine Anusca Martins, Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil

    Atua como Professora Associada II, vice-coordenadora da graduação em Nutrição da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Goiás (FANUT/UFG), professora efetiva do Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Nutrição e Saúde da FANUT/UFG e colaboradora do Mestrado em Ensino na Saúde (MEPES) da FM/UFG. Graduada em Nutrição pela FANUT/UFG (2000), com iniciação científica PIBIC (1999/2000); especialista em Nutrição Clínica pela Universidade São Camilo-SP (2002); mestre em Ciências da Saúde pelo convênio UFG, UNB e UFMS (2006); especialista em Saúde da Família (Convênio FANUT/UFG, OPAS, SMS/Goiânia) (2008); doutora em Ciências da Saúde pela FM/UFG (2010) e especialista em Docência e pesquisa para a área da sáude pelo Instituto Pedagógico IPEMIG/FBMG (2019). Atuou na coordenação de alguns produtos do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE UFG) de 2010 a 2014 e integrou a equipe de coordenação dos planos de trabalho de 2017 a 2020. Esteve como vice-diretora (biênio 2018-2019) e coordenadora de curso da graduação da FANUT/UFG (quadriênio 2018-2021). Tem experiência na área de Nutrição e Docência Universitária (desde 2001), atuação profissional em Saúde Pública (nutricionista servidora pública concursada da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia entre 2005 e 2010) e em Nutrição Clínica (nutricionista na área hospitalar, ambulatório, enfermaria e UTI, entre 2002 e 2009).

  • Thaísa Anders Carvalho Souza , Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil

    Graduada em Nutrição pela Universidade Federal de Goiás (2008), mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos/UFG (2011), doutorado em Ciências da Saúde/UFG (2017). Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Alimentação Coletiva, Tecnologia de Alimentos, Qualidade de Vida e Docência Universitária. Atuou como nutricionista gerente da Seção de Alimentação e Nutrição do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás no período de 2012 a 2017. Atualmente é professora adjunta na área de Alimentação Coletiva da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Goiás (FANUT/UFG), onde integra a equipe do CECANE/UFG e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Agroecologia na Saúde (NEPEAS/IPTSP/UFG).

  • Veruska Prado Alexandre-Weiss , Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil

    Professora da Faculdade de Nutrição, da Universidade Federal de Goiás (UFG). Bacharel em Nutrição pela UFG (2002), especialista em Ativação de Processos de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca - Fundação Oswaldo Cruz (2006), mestre em Nutrição Humana pela Universidade de Brasília (2008). Doutora em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA), da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Estágio de Doutorado no Exterior (Doutorado Sanduíche) realizado no Center for Sustainable Food System da Universidade da Columbia Britânia, Vancouver-British Columbia, Canadá. Foi coordenadora de gestão do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar da UFG (CECANE UFG) gestão 2008-2013 e 2018-2021. É membro do Grupo de Trabalho em Promoção da Saúde e Desenvolvimento Sustentável da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), pesquisadora do Centro de Referência em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (CERESAN), CPDA/UFRRJ e membro do Grupo executivo da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan). Temas desenvolvidos nas atividades de pesquisa, ensino e extensão: estratégias de integração entre agricultura e nutrição; análise de políticas de segurança alimentar e nutricional; promoção da saúde e ações intersetoriais visando a equidade e sustentabilidade.

Publicado

2022-05-31

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

Condições higiênicossanitárias de unidades de alimentação e nutrição de escolas participantes do Programa Nacional de Alimentação Escolar: qual a realidade em Goiás?. (2022). Vigilância Sanitária Em Debate , 10(2), 33-41. https://doi.org/10.22239/2317-269x.01991

Artigos Semelhantes

11-20 de 662

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.