Alternativas a um sistema de informação em Vigilância Sanitária: um estudo de caso da DIVISA/BA

Vigil Sanit Debate, Rio de Janeiro, 2024, v.12: e02145| Publicado em: 20/02/2024

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269x.02145

Palavras-chave:

Vigilância Sanitária, Sistema de Informação em Saúde, Gerenciamento de Risco

Resumo

Introdução: No Brasil, a Vigilância Sanitária (Visa) é um subsistema do Sistema Único de Saúde (SUS), em que cada ente federado possui responsabilidades estabelecidas por meio de pactuações. Dados e informações são  fundamentais para avaliar, monitorar e gerenciar riscos, identificando as prioridades e o impacto de ações de vigilância sanitária. Os softwares ajudam a organizar a construção de indicadores que prestem a essa finalidade. Objetivo: Apresentar os sistemas de informações utilizados na Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental da Bahia (DIVISA/BA) e discutir as alternativas utilizadas pela instituição para conhecer, analisar e gerenciar o risco sanitário em seu território, identificando as lacunas e estratégias de superação apresentadas. Método: Foram analisados 19 relatórios anuais de gestão (RAG) dos anos de 2002 a 2020. Resultados: Os achados relevantes quanto à existência e utilização de sistemas de informações ou alternativas utilizadas para identificação e gerenciamento do risco sanitário são apresentados em uma linha do tempo. Observou-se que a DIVISA/BA desenvolveu alguns sistemas de informação com objetos e atividades limitadas, além de utilizar sistemas disponibilizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e DATASUS. Foram também empregadas algumas ferramentas para o acompanhamento de indicadores e metas. Conclusões: Embora a elaboração de sistema de informação nacional de Visa seja um desafio para a Anvisa enquanto coordenadora nacional do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS), os estados podem organizar as informações disponíveis, por meio de sistemas ou de soluções alternativas, para aprofundar o conhecimento do território, identificando riscos que direcionem as ações da Visa e priorizando áreas que de fato sejam determinantes para os problemas da saúde da população.

Biografia do Autor

Isleide Carmen Silva Costa, Instituto de Saúde Coletiva, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA, Brasil

Gênova da Silva Carvalho, Instituto de Saúde Coletiva, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA, Brasil

Jordana Crislayne de Lima Paiva, Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, RN, Brasil

Downloads

Publicado

2024-02-20

Como Citar

Carmen Silva Costa, I., da Silva Carvalho, G., & Crislayne de Lima Paiva, J. (2024). Alternativas a um sistema de informação em Vigilância Sanitária: um estudo de caso da DIVISA/BA: Vigil Sanit Debate, Rio de Janeiro, 2024, v.12: e02145| Publicado em: 20/02/2024. Vigil Sanit Debate, Rio De Janeiro, 12, 1–9. https://doi.org/10.22239/2317-269x.02145

Edição

Seção

Relato de Experiência

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.