Is the serving size and household measure information on labels clear and standardized? Analysis of the labels of processed foods sold in Brazil

  • Nathalie Kliemann Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC
  • Marcela Boro Veiros Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC
  • David Alejandro González-Chica Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC
  • Rossana Pacheco da Costa Proença Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC
Palavras-chave: Legislação de Alimentos, Informação Nutricional, Escolhas Alimentares

Resumo

Titulo PT: As informações sobre porção e medida caseira nos rótulos são claras e padronizadas? Uma análise em rótulos de alimentos industrializados brasileiros

Esta pesquisa objetivou analisar as medidas caseiras declaradas nos rótulos de alimentos industrializados, considerando sua adequação ao tipo do alimento e à porção declarada no rótulo. Foram analisados os rótulos de alimentos industrializados à venda em um supermercado brasileiro. As porções foram avaliadas conforme os parâmetros definidos pela Legislação Brasileira de Rotulagem Nutricional de Alimentos e as medidas caseiras foram avaliadas conforme o termo utilizado. Foi realizado Teste de Qui quadrado de heterogeneidade, sendo considerado valor-p < 0,05 como indicativo de significância estatística. Foram analisados 1102 alimentos industrializados, desses 72% declararam a porção de referência definida pela legislação brasileira. Encontrou-se medidas caseiras inadequadas à forma de consumo do alimento (2½ biscoitos doces), com termos de mensuração subjetivos (2 pedaços) e incompletos (1 colher). O fracionamento da medida caseira foi estatisticamente maior entre produtos com a medida caseira referente ao peso total (1/2 pacote) e com porção adequada à legislação brasileira (p < 0.001). Portanto, as informações sobre porção e medida caseira nos rótulos de produtos industrializados brasileiros não são precisas nem padronizadas. Como consequência, podem gerar dificuldade no entendimento e no uso dessas informações pelo consumidor brasileiro.

Biografia do Autor

Nathalie Kliemann, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC
Departamento de Nutrição
Marcela Boro Veiros, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC

Programa de Pós-Graduação em Nutrição

Departamento de Nutrição

David Alejandro González-Chica, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC

Programa de Pós-Graduação em Nutrição

Departamento de Nutrição

Rossana Pacheco da Costa Proença, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC

Programa de Pós-Graduação em Nutrição

Departamento de Nutrição

Publicado
2014-11-27
Como Citar
Kliemann, N., Boro Veiros, M., González-Chica, D., & Pacheco da Costa Proença, R. (2014). Is the serving size and household measure information on labels clear and standardized? Analysis of the labels of processed foods sold in Brazil. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 2(4), 62-68. https://doi.org/10.3395/vd.v2i4.445