Prevenção da infecção da corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central: Uma revisão integrativa

  • Alanna Gomes da Silva Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG
  • Adriana Cristina de Oliveira Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG
Palavras-chave: Infecções relacionadas a cateter, Cateteres, Unidades de terapia intensiva, Segurança do Paciente

Resumo

Objetivo: Analisar as produções científicas nacionais e internacionais sobre a adoção aos bundles para prevenção de infecção da corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central em unidade de terapia intensiva adulto. Métodos: Foi realizada uma revisão integrativa da literatura nas bases de dados Pubmed, Cinahl e Science Direct, publicados de 2011 a 2014. Resultados: Foram encontrados 11 artigos e em 100% deles as principais medidas adotadas foram antes da inserção do cateter, sendo: antissepsia da pele, uso de barreira máxima de precaução, preferência pela veia subclávia, higienização prévia das mãos e educação e treinamento dos profissionais de saúde. Conclusões: Os bundles estão sendo utilizados na prática clínica como estratégias para redução das infecções, contudo, as infecções da corrente sanguínea relacionadas a cateter continuam a ocorrer de forma alarmante e com grande impacto no cuidado a saúde. Desse modo, estratégias que apontem subsídios para melhoria da prática clínica e segurança do paciente devem ser incentivadas, sobretudo aquelas voltadas para o período crítico da inserção e manutenção do cateter.

Publicado
2016-05-31
Como Citar
da Silva, A., & Oliveira, A. (2016). Prevenção da infecção da corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central: Uma revisão integrativa. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 4(2), 117-125. https://doi.org/10.3395/2317-269x.00705
Seção
Revisão