Composição nutricional de pães do tipo bisnaguinha e comparação com a legislação de rotulagem nutricional

Autores

  • Jéssica Schellin Tavares Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS Autor
  • Mayara da Cunha Mendes Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS Autor
  • Santiago Rullmann Passos Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS Autor
  • Andressa de Assis Lourenço Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS Autor
  • Bruna dos Anjos Pederzoli Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS Autor
  • Chaiane Goulart Soares Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS Autor
  • Fabiana Torma Botelho Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS Autor

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269X.00797

Palavras-chave:

Nutrientes, Informação Nutricional, Alimentação Infantil, Vigilância Sanitária

Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar a composição nutricional dos pães do tipo bisnaguinha destinados ao público infantil, comparar os resultados com a informação nutricional contida no rótulo e com a legislação vigente. Foram analisadas seis marcas de pães, em relação aos teores de proteína, gordura, fibras, carboidrato, umidade, cinzas, sódio e valor calórico, seguindo os métodos do Adolfo Lutz e da Association of Official Analytical Chemists. Os resultados encontrados foram comparados com os valores apresentados na rotulagem nutricional das embalagens e com a tolerância de 20% preconizada pela Resolução da Diretoria Colegiada no 360 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, classificando os pães de acordo ou não com a legislação vigente. Das seis marcas de pães do tipo bisnaguinha analisadas, todas estavam em desacordo com a legislação vigente, pois apresentaram nutrientes em desacordo com os 20% estabelecidos pela legislação.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Jéssica Schellin Tavares, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS
    Graduando(a) em Nutrição. Faculdade de Nutrição.
  • Mayara da Cunha Mendes, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS
    Graduando(a) em Tecnologia em Gastronomia. Faculdade de Nutrição. Universidade Federal de Pelotas
  • Santiago Rullmann Passos, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS
    1. Graduando(a) em Nutrição. Faculdade de Nutrição. Universidade Federal de Pelotas/UFPel.
  • Andressa de Assis Lourenço, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS
    1. Graduando(a) em Nutrição. Faculdade de Nutrição. Universidade Federal de Pelotas/UFPel.
  • Bruna dos Anjos Pederzoli, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS
    1. Nutricionista pela Faculdade de Nutrição. Universidade Federal de Pelotas/UFPel.
  • Chaiane Goulart Soares, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS
    1. Nutricionista pela Faculdade de Nutrição. Universidade Federal de Pelotas/UFPel.
  • Fabiana Torma Botelho, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS
    Professora dos Cursos de Nutrição e Gastronomia da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Pelotas - RS. Graduada em Nutrição pela UFPel, Mestre em Ciência dos Alimentos pela UFSC e Doutora em Ciência e Tecnologia Agroindustrial da UFPel.

Publicado

2017-03-07

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

Composição nutricional de pães do tipo bisnaguinha e comparação com a legislação de rotulagem nutricional. (2017). Vigilância Sanitária Em Debate , 5(1), 45-51. https://doi.org/10.22239/2317-269X.00797

Artigos Semelhantes

1-10 de 467

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.