Condições higiênico-sanitárias de cozinhas de escolas públicas de Itaqui, Rio Grande do Sul, Brasil

  • Carla Vanez Dias Vila Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Itaqui, RS
  • Joice Trindade Silveira Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Itaqui, RS
  • Lana Carneiro Almeida Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Itaqui, RS
Palavras-chave: Alimentação Escolar, Boas Práticas de Manipulação, Doenças Transmitidas por Alimentos

Resumo

O objetivo deste trabalho foi conhecer as condições higiênico-sanitárias de cozinhas de escolas públicas e a percepção das cozinheiras sobre higiene de alimentos. Utilizou-se uma análise descritiva, a partir da aplicação de uma lista de verificação sobre boas prá-ticas e a técnica do esfregaço com swab para a avaliação microbiológica das superfícies de manipulação, equipamentos e utensílios. Foram entrevistadas todas as cozinheiras e auxiliares responsáveis pela manipulação de alimentos que concordaram em partici-par. A média de regularidades na lista de verificação foi de 58,3%, sendo os itens com maiores índices de inadequações Documentação e registro, Preparação do alimento e Exposição ao consumo do alimento preparado. Dentre as superfícies, o liquidificador foi o equipamento que apresentou maiores contagens de micro-organismos. As entrevistas demonstraram as limitações impostas pela falta de orientação e supervisão. Fica clara a necessidade de que sejam realizadas ações e orientações sobre o cuidado sanitário dos alimentos, a fim de garantir e promover a saúde entre os escolares.

Publicado
2014-05-16
Como Citar
Vila, C., Silveira, J., & Almeida, L. (2014). Condições higiênico-sanitárias de cozinhas de escolas públicas de Itaqui, Rio Grande do Sul, Brasil. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 2(2), 67-74. https://doi.org/10.3395/131
Seção
Artigo