Incidentes notificados no cuidado obstétrico de um hospital público e fatores associados

Palavras-chave: Segurança do Paciente, Gestão de Risco, Erros Médicos, Saúde da Mulher, Qualidade da Assistência à Saúde

Resumo

Introdução: A segurança do paciente busca reduzir, a um mínimo aceitável, o risco de dano desnecessário associado ao cuidado de saúde. Em relação à assistência materna e neonatal, a qualidade e segurança também têm ocupado a agenda das políticas públicas brasileiras de forma intensa como estratégia para redução da morbimortalidade perinatal. Objetivo: Analisar os incidentes relacionados ao cuidado obstétrico notificados em um hospital público segundo o perfil das mulheres envolvidas e fatores associados aos eventos adversos graves. Método: Estudo transversal e retrospectivo, com incidentes registrados no sistema de notificação de incidentes de um hospital público do Distrito Federal especializado em atenção materna e infantil, entre 2015 e 2017. Para avaliar os fatores associados aos eventos adversos graves, foi utilizada a regressão logística em um modelo simples, com subsequente ajuste das variáveis em um modelo múltiplo. Resultados: Foram notificados 114 incidentes, sendo que 104 ocorreram com pacientes e resultaram em danos leves (16,7%), moderados (32,5%) e graves (24,5%), com 4,8% de óbitos relacionados ao incidente. A maioria dos incidentes ocorreu durante o dia (75,3%), no centro obstétrico (51,7%), por notificação de enfermeiros (57,0%) e foram relacionados aos procedimentos de assistência à saúde (48,3%). Os eventos adversos graves apresentaram maior chance de ocorrer no centro obstétrico (OR = 3,86; IC95% 1,26–11,84) e no período noturno (OR = 3,37; IC95% 1,16–9,75). Conclusões: A maioria dos incidentes causou dano moderado ou grave às pacientes. Os eventos graves apresentaram maior chance de ocorrer no centro obstétrico e no período noturno.

Biografia do Autor

Lia Esther Corrêa de Paula Neiva, Hospital Materno-Infantil de Brasília (HMIB), Brasília, DF

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Goiás (2004), Residência em Enfermagem Materno-Infantil com aprofundamento em Neonatologia pela FEPECS - DF(2006) e mestrado em Ciências da Saúde (Qualidade na Assistência a Saúde da Mulher) pela FEPECS - DF (2018). Chefe do Núcleo de Qualidade e Segurança do Hospital Materno Infantil de Brasília. Tem experiência na área de supervisão, assistência e Docência em Enfermagem, com ênfase em Enfermagem Materno-Infantil com aprofundamento em Enfermagem Neonatal e Intensiva-Neonatal, e Segurança do Paciente.

Ângela Ferreira Barros, Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde, Brasília, DF

Possui graduação em enfermagem e obstetrícia pela Universidade de Brasília (2003), mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia (2011) e doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (2017), ambos da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Atualmente é enfermeira na Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) e atua na Escola Superior de Ciências da Saúde (DF) como preceptora do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde do Adulto e Idoso, coordenadora dos Trabalhos de Conclusão de Curso no Curso de Graduação em Enfermagem e docente permanente do Mestrado Profissional em Ciências para a Saúde.

Aline Mizusaki Imoto, Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde, Brasília, DF

A Profª, Drª. Aline Mizusaki Imoto é fisioterapeuta pós-doutorada em Saúde Baseada em Evidências (2019). Realizou o Mestrado (2006) e o Doutorado (2011) em Ciências por meio do Departamento de Saúde Baseada em Evidências - Universidade Federal de São Paulo, sendo a linha de pesquisa direcionada para a medicina baseada em evidências, reabilitação de acometimentos ortopédicos, traumatológicos e reumatológicos. Possui experiência na área de Fisioterapia Ortopédica, Reumatológica e Traumatológica. No período de maio a junho do ano 2016 realizou estágio de pós-doutorado na Universidade de Ottawa, CA no Centre for Research Practice Change na área de Saúde Baseada em Evidências. Atualmente é docente permanente do Programa de Mestrado Profissional em Ciências da Saúde e Mestrado Acadêmico da Escola Superior de Ciências da Saúde/ESCS/FEPECS. Trabalha com assistência a pessoa portadora de coagulopatias na Fundação Hemocentro de Brasília e ao paciente ortopédico no Hospital das Forças Armadas.

Leila Bernarda Donato Gottems, Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde, Brasília, DF

Graduada em Enfermagem pela Universidade de Brasília (1995), Mestrado em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília (2003), Doutorado em Administração pela Universidade de Brasilia(2010). Especialista em Saúde da Família (UnB-1999) e em Gestão e Economia da Saúde (UNICAMP-2006). Summer School on Latin American Economies concluida na United Nations, Economic Commission for Latin America and the Caribbean em 2018. Professora do curso de Enfermagem da Universidade Católica de Brasília e da Escola Superior em Ciências da Saúde/FEPECS/SES-DF. Professora colaboradora do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Enfermagem do Departamento de Enfermagem/ Faculdade de Ciências da Saúde/UnB e do Programa de Pós Graduação em Ciências para a Saúde da Escola Superior de Ciências da Saúde/FEPECS/SES-DF. Tem experiência assistencial em saúde pública, com ênfase em Saúde da Família; na docência de ensino técnico, graduação e pós graduação; em gestão de projetos do Ministério da Saúde financiados por organismos internacionais nas áreas de educação profissional e na Estratégia Saúde da Família (2000-2006). Na Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal, coordenou o Escritório de Projetos Estratégicos (2012-2014), foi Subsecretária de Planejamento em Saúde (2015-2017). Na docência e na pesquisa atua principalmente nos seguintes temas: gestão e avaliação de politicas de saúde com enfase na saúde da mulher e segurança do paciente, gestão e economia da saúde. Sub-líder do grupo de pesquisa Gestão, Educação e Prática Social em Saúde e Enfermagem (GEPS/FS/UnB) e integrante do Núcleo de Pesquisa em Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM/Ceam/UnB). Aperfeiloamento concluido em Economia Pós Doutorado em andamento em Economia Política.

Publicado
2019-11-26
Como Citar
Neiva, L., Barros, Ângela, Imoto, A., & Gottems, L. (2019). Incidentes notificados no cuidado obstétrico de um hospital público e fatores associados. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 7(4), 54-60. https://doi.org/10.22239/2317-269x.01324