O enfermeiro na prevenção de infecção no cateter central de inserção periférica no neonato

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269X.01414

Palabras clave:

Cuidados de Enfermagem, Cateter Venoso Central, Recém-nascido

Resumen

Introdução: Como o cateter central de inserção periférica (PICC) é a primeira escolha de acesso vascular prolongado em neonatos, reconhecer os fatores de risco associados a infecções relacionadas ao seu uso contribui para estabelecer critérios de manuseio e manutenção do dispositivo que qualifiquem a assistência do enfermeiro e de sua equipe. Objetivo: Avaliar a produção do conhecimento científico na literatura acerca da atuação do enfermeiro na prevenção de infecção de corrente sanguínea pelo uso do PICC. Método: Revisão integrativa da literatura seguindo os pressupostos de Ganong, nas bases de dados SciELO, LILACS, BDENF, MEDLINE e PubMed. A coleta de dados ocorreu em outubro de 2017, incluindo artigos disponibilizados na íntegra a partir de agosto de 2001 a outubro de 2017. Para a organização dos resultados, foi utilizada a análise de conteúdo de Bardin. Resultados: Onze artigos preencheram os critérios de inclusão, emergindo quatro categorias temáticas: 1) Conhecimento teórico-prático do enfermeiro para prevenção de infecção na inserção e manutenção do PICC, 2) Educação permanente da equipe de enfermagem, 3) Implantação e utilização de protocolos e 4) Vigilância constante de indicadores de qualidade. Conclusões: O presente trabalho observou o despreparo do profissional da enfermagem quanto ao dispositivo PICC e demonstrou a necessidade de elaboração de protocolos institucionais, treinamento e educação continuada permanente e o uso de indicadores, direcionados às medidas preventivas contra a infecção do PICC. Essas medidas visam melhorar a qualidade da assistência e segurança do paciente e consequentemente, resultar em menor incidência de infecções de corrente sanguínea pelo uso do PICC.

Descargas

Los datos de descarga aún no están disponibles.

Biografía del autor/a

  • Natalia Conteçote Russo, Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil

    Enfermeira graduada e Mestre em enfermagem pela Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp. Especialista em Formação Pedagógica para Docência, UTI Neonatal e Gestão em enfermagem. Atualmente atua na Seção Técnica de Enfermagem Berçário / UTI Neonatal do Hospital das Clínicas de Botucatu.

  • Rafaela Aparecida Prata de Oliveira, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil

    Possui graduação em curso de enfermagem pela Faculdade Sudoeste Paulista de Avaré(2010), especialização em enfermagem do trabalho pela Faculdade Ingá, UNINGA (2011) e especialização em gestão em saúde pela Universidade Federal de São Paulo (2013).Atualmente é mestranda na área de Cuidado em Saúde pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Enfermeira Assistencial no Centro Cirúrgico do Hospital das Clínicas de Botucatu. Áreas de Atuação: educação em serviço, gerenciamento,urgência e emergência, central de material e esterilização, cuidados aos pacientes na sala de recuperação anestésica.

  • Alessandro Lia Mondelli, Programa de Pós-graduação em Clínica Médica, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil

    Professor Doutor Assistente do Departamento de Clínica Médica da Disciplina de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial da Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp desde o ano de 2010 Professor Doutor Orientador da Pós Graduação da Unidade de Pesquisa Clínica da Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp e do Departamento de Enfermagem desde o ano de 2010 Atual Supervisor e Responsável (desde Fevereiro de 2019) Técnico e Médico do Laboratório de Análises Clínica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu -Unesp Graduado em Medicina no ano de 1998 Residência em Clínica Médica Geral em 1999 e Patologia Clínica / Medicina Laboratorial em 2000 e 2001 na Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp Doutorado em Fisiopatologia em Clínica Médica pela Faculdade de Medicina de Botucatu Unesp,sp em 2010); Especialista em Medicina Laboratorial com ênfase em Microbiologia Clínica Membro e Atual Presidente do CAC (Comisasão de apoio a congregação da Faculdade de Medicina de Botucatu, Unesp-sp Membro do Comitê de Ética Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp Membro consultor da Comissão de Controle de Infecção Relacionada á Saúde (CCIRAS) do HC-FMB-Unesp - Botucatu. Médico clínico do setor de convênios do HC- FMB-Unesp e Plantonista Clínico do HC-FMB -Unesp

Publicado

2020-05-28

Número

Sección

Revisión

Cómo citar

O enfermeiro na prevenção de infecção no cateter central de inserção periférica no neonato. (2020). Vigilancia En Salud En Debate: Sociedad, Ciencia Y Tecnología, 8(2), 134-143. https://doi.org/10.22239/2317-269X.01414

Artículos similares

1-10 de 641

También puede Iniciar una búsqueda de similitud avanzada para este artículo.

Artículos más leídos del mismo autor/a