Uma década de aperfeiçoamento da legislação sanitária de dispositivos médicos e os impactos no ciclo da regulação sanitária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269x.02104

Palavras-chave:

Dispositivos Médicos, Regulação Sanitária, Anvisa

Resumo

Introdução: O regramento sanitário de dispositivos médicos foi aperfeiçoado com foco no risco sanitário, por meio da simplificação de etapas regulatórias e da redução da carga administrativa. Objetivo: Avaliar os impactos do aperfeiçoamento da legislação sanitária durante a década 2012-2021 por três indicadores que representam governo, empresa e produto. Método: Os indicadores desenvolvidos para avaliar o ciclo de regulação sanitária são: 1) desempenho regulatório da Anvisa (por mediana de tempo de avaliação dos dispositivos médicos); 2) desempenho das empresas no cumprimento da legislação sanitária (por porcentagem de dispositivos médicos não autorizados para comercialização); e 3) evidências de risco sanitário do  dispositivo médico (por eventos adversos, queixas técnicas, alertas sanitários e medidas preventivas/cautelares). Foram realizadas análises de influência com variáveis associadas ao processo regulatório, porte da empresa e características do dispositivo médico como preditoras dos indicadores. Resultados: O primeiro indicador evidencia que os tempos da Agência foram aperfeiçoados em todas as classes de risco de dispositivos médicos. Em 2012, o indicador foi mensurado em 73 dias (intervalo interquartil 56–111), ao passo que, em 2021, foi de 9 dias (intervalo interquartil 6–15). O segundo indicador apresentou melhora apenas para os dispositivos médicos das classes de risco  baixo/médio. O terceiro indicador não demonstrou incremento de risco sanitário para os dispositivos médicos com as simplificações regulatórias adotadas na última década. A análise de influência indica que a necessidade de certificado de boas práticas de fabricação, porte da empresa e a necessidade de informações complementares são as variáveis preditoras mais relevantes. Conclusões: Os resultados regulatórios oriundos da legislação sobre dispositivos médicos na última década foram positivos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

Referências

World Health Organization (WHO), “WHO Global Model Regulatory Framework for Medical Devices including in vitro diagnostic medical devices. WHO Medical device technical series.,” 2017.

Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde, “WebRebrats - Dispositivos médicos monitoramento econômico e pós incorporação,” 29 04 2022. [Online]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=i9_beqkbsUg&t=1458s. [Acesso em 26 05 2022].

Statista, “Medical Technology,” [Online]. Disponível em: https://www.statista.com/outlook/hmo/medical-technology/brazil. [Acesso em 25 05 2022].

Brasil, “Lei 9.872, de 26 de janeiro de 1999,” 27 01 1999. [Online]. Disponível em: http://legislacao.planalto.gov.br/legisla/legislacao.nsf/Viw_Identificacao/lei 9.782-1999?OpenDocument.

Brasil, Portaria no 1.052, de 8 de maio de 2007, Ministério da Saúde, 2006.

Organização Mundial da Saúde, “WHO Global Benchmarking Tool (GBT) for evaluation of national regulatory systems,” 10 05 2021. [Online]. Disponível em: https://www.who.int/tools/global-benchmarking-tools.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária, “Biblioteca de produtos para a saúde,” 12 05 2022. [Online]. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/regulamentacao/legislacao/bibliotecas-tematicas/arquivos/produtos. [Acesso em 26 05 2022].

Agência Nacional de Vigilância Sanitária, “Consulta de Nomes Técnicos de Produtos para Saúde,” [Online]. Disponível em: https://consultas.anvisa.gov.br/#/nomes-tecnicos/.

Microsoft Corporation, “Power BI identifies key influencers using ML.NET,” 01 02 2019. [Online]. Disponível em: https://dotnet.microsoft.com/en-us/apps/machinelearning-ai/ml-dotnet/customers/power-bi.

Receita Federal do Brasil, “Dados Públicos CNPJ,” 12 07 2022. [Online]. Disponível em: https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/assuntos/orientacao-tributaria/cadastros/consultas/dados-publicos-cnpj.

Australian government. Department of Health. Therapeutic Goods Administration, “Report on TGA processes and timeframes for the regulation of medical devices and access to market - International benchmarking,” 11 2019. [Online]. Disponível em: https://www.tga.gov.au/sites/default/files/medical-device-application-processing-times-report.pdf. [Acesso em 11 09 2020].

M. Coelho Adati, Á. da Silva Ribeiro, C. de Assis Cirilo, D. Copello Vigo, D. Custódio Deslandes do Passo, G. Pires da Silva Macedo, J. Roberto Niemeyer de Castro, L. Vieira Teixeira, M. Melo da Silva e et.al, “Monitoramento pós-mercado dos testes rápidos para Covid-19: enfretamento da pandemia,” Vigilância Sanitária em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, vol. 9, nº 3, pp. 91-101, 2021.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária, “Webinares: produtos para a saúde,” 2019. [Online]. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/educacaoepesquisa/webinar.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária, “Formulários de notificação de dispositivos médicos,” [Online]. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/setorregulado/regularizacao/produtos-para-saude/notificacao/formularios-de-notificacao.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária, “Guia sobre a Especificação da Documentação para o Peticionamento Eletrônico de Dispositivos Médicos,” 2021.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária, “Exercício de mensuração da carga administrativa da RDC nº 185/2006: um estudo-piloto,” 2018.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária, “Ação de campo e alerta Sanitário - Tecnovigilância,” 23 12 2021. [Online]. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/acessoainformacao/dadosabertos/informacoes-analiticas/tecnovigilancia/acao-de-campo-e-alerta-sanitario-tecnovigilancia.

Organisation for Economic Co-operation and Development (OCDE), “Review of Regulatory Reform of Brazil,” 21 06 2022. [Online]. Disponível em: https://doi.org/10.1787/d81c15d7-en.

Publicado

2022-11-30

Como Citar

Uma década de aperfeiçoamento da legislação sanitária de dispositivos médicos e os impactos no ciclo da regulação sanitária. (2022). Vigilância Sanitária Em Debate , 10(4), 32-43. https://doi.org/10.22239/2317-269x.02104

Artigos Semelhantes

1-10 de 398

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.