Detecção de genes toxigênicos, susceptibilidade antimicrobiana e antagonismo in vitro de Staphylococcus spp. isolados de queijos artesanais

  • Dalila Lapinha Silva Oliveira Rosa Universidade Federal de Minas Gerais
  • Leonardo Borges Acúrcio Universidade Federal de Minas Gerais
  • Felipe Machado de Sant'Anna Universidade Federal de Minas Gerais
  • Renata Dias de Castro Universidade Federal de Minas Gerais
  • Bruno Oliver Rosa Universidade Federal de Minas Gerais
  • Sávio Henrique de Cicco Sandes Universidade Federal de Minas Gerais
  • Andreia Marçal da Silva Universidade Federal de São João Del Rei
  • Marcelo Resende de Souza Universidade Federal de Minas Gerais
  • Mônica Maria Oliveira Pinho Cerqueira Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Staphylococcus, Queijo artesanal, PCR, Antibiograma, Antagonismo

Resumo

Cepas de Staphylococcus spp. molecularmente identificadas foram submetidas à Reação em Cadeia da Polimerase (PCR), utilizando-se iniciadores específicos para a detecção de genes codificadores de enterotoxinas clássicas (SEA, SEB, SEC, SED, SEE) e da Toxina-1 da Síndrome do Choque Tóxico (TSST-1). Foi realizada PCR-Multiplex para detecção dos genes sea, sec, sed e see. Para seb e tst, foram realizadas PCR-Uniplex. Além disso, foi analisado o perfil de susceptibilidade das cepas a antimicrobianos de diferentes classes e foi verificado antagonismo in vitro entre Lactobacillus spp. e as cepas estudadas. Genes codificadores de enteroxinas clássicas, assim como de TSST-1, não foram encontrados. Em relação ao antibiograma, Sulfonamida, Penicilina, Ceftazidima e Oxacilina apresentaram os maiores percentuais de resistência (100, 80, 60 e 40%, respectivamente). Os demais antimicrobianos foram eficientes em percentuais acima de 70%. Lactobacillus spp. foram capazes de inibir o desenvolvimento in vitro de Staphylococcus spp. Conclui-se que as cepas estudadas não possuem genes codificadores da produção de enterotoxinas clássicas e TSST-1, são sensíveis à maioria dos antimicrobianos e são inibidos por bactérias do gênero Lactobacillus.

Biografia do Autor

Dalila Lapinha Silva Oliveira Rosa, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutoranda em Ciência Animal
Leonardo Borges Acúrcio, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutorando em Microbiologia
Felipe Machado de Sant'Anna, Universidade Federal de Minas Gerais
Mestrando em Ciência Animal
Renata Dias de Castro, Universidade Federal de Minas Gerais
Mestranda em Ciência Animal
Bruno Oliver Rosa, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutorando em Zootecnia
Sávio Henrique de Cicco Sandes, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutorando em Microbiologia
Andreia Marçal da Silva, Universidade Federal de São João Del Rei
Professora Adjunta da UFSJ
Marcelo Resende de Souza, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor Adjunto da EV/UFMG
Mônica Maria Oliveira Pinho Cerqueira, Universidade Federal de Minas Gerais
Professora Associada da EV/UFMG
Publicado
2015-02-03
Como Citar
Rosa, D., Acúrcio, L., Sant’Anna, F., Castro, R., Rosa, B., Sandes, S., Silva, A., Souza, M., & Cerqueira, M. (2015). Detecção de genes toxigênicos, susceptibilidade antimicrobiana e antagonismo in vitro de Staphylococcus spp. isolados de queijos artesanais. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 3(1), 37-42. https://doi.org/10.3395/2317-269x.00226
Seção
Artigo