Determinação Quantitativa da Concentração de Sódio em Pães Tipo Bisnaguinha Comercializados na Cidade do Rio de Janeiro

Autores

  • Gabriela Leandro Estevam Dias Residente do Programa de Residência Multiprofissional em Nutrição Clínica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Autor
  • Orlando Marino Gadas de Moraes UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO(UNIRIO) Autor
  • Alex Oliveira da Camara Residente no Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Autor

DOI:

https://doi.org/10.3395/2317-269x.00441

Palavras-chave:

Análise quantitativa, Fotometria de chama, sódio, Pão tipo bisnaguinha

Resumo

Para manter o organismo humano funcionando de modo adequado, estima-se que o consumo de sódio deve estar em torno de 200-500 mg por dia. Porém, se consumido em excesso, o sódio causa um aumento da pressão arterial, elevando o risco de ocorrência de doenças cardiovasculares. Vários países, seguindo orientações estabelecidas pela WHO, têm tomado iniciativas no sentido de diminuir o consumo de alimentos que contenham elevada concentração de sódio. No Brasil, o Ministério da Saúde firmou o Termo de Compromisso no 004/2011 com entidades representantes da indústria alimentícia, visando estabelecer metas nacionais para redução do teor de sódio em diversos produtos, inclusive pães do tipo bisnaguinha. Devido à falta de estudos que determinem a concentração de sódio em pães tipo bisnaguinha, esse elemento foi quantificado em quatro marcas (A, B, C e D) deste tipo de pão, através da fotometria de chama. As concentrações de sódio encontradas em mg 100g-1  de produto, foram as seguintes: A - 302,90; B – 419,60; C – 430,80; D – 308,22. As concentrações de sódio de todas as marcas apresentaram-se abaixo do declarado nos rótulos dos produtos e de acordo com o estabelecido no Termo de Compromisso firmado para o ano de 2014 (430 mg 100g-1  de produto).

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Gabriela Leandro Estevam Dias, Residente do Programa de Residência Multiprofissional em Nutrição Clínica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
    Possui graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2013) . Tem experiência na área de Nutrição.
  • Orlando Marino Gadas de Moraes, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO(UNIRIO)
    Graduado em Química Industrial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1971). Mestre (1974) e Doutor (1983) em Química Analítica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Pesquisador Titular III A do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (aposentado em 01/98). Professor Agregado do Departamento de Química da PUC/ RJ (1976 a 1996). Professor Adjunto IV do Departamento de Química Geral e Inogânica do Instituto de Química da UFF(1975 a junho de 2004). Atualmente Professor Associado 4 do Departamento de Tecnologia de Alimentos da Escola de Nutrição da UNIRIO. Tem grande experiência na área de química analítica, com ênfase em análise de alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: 1) Desenvolvimento e validação de métodos físico-químicos de análise quantitativa de componentes e contaminantes de alimentos. 2) Análise química quantitativa de componentes e contaminantes em alimentos com o objetivo de verificar a conformidade dos mesmos com as legislações de vigilância sanitária ou identificar situações de risco para o consumidor. Possui também experiência na elaboração de normas e implantação de procedimentos relativos à garantia da qualidade e ao credenciamento de laboratórios de análise. Ocupa desde janeiro de 2009 o cargo de Chefe do Departamento de Tecnologia dos Alimentos da Escola de Nutrição da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). CV: http://lattes.cnpq.br7184153284211126
  • Alex Oliveira da Camara, Residente no Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA).
    Possui Gradução em Nutrição pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO (2013). Foi bolsista do programa de Iniciação Científica da UNIRIO, onde pesquisou o desenvolvimento de métodos de análise de alimentos, sob a orientação do Prof. Dr. Orlando Marino Gadas de Moraes. Estagiou entre 2009 e 2010 no Ambulatório de Nutrição do Adulto da Escola de Nutrição localizado no Hospital Universitário Gafreé e Guinle e entre 2011 e 2012 no Ambulatório de Nutrição Pediátrica do mesmo hospital. No ano de 2011, atuou como monitor bolsista da disciplina de Química Analítica Quantitativa, do Departamento de Tecnologia dos Alimentos da Escola de Nutrição da UNIRIO. Em 2012, foi acadêmico bolsista da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, tendo atuado no Hospital Maternidade Oswaldo Nazareth (HMON).

Downloads

Publicado

2015-05-29

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

Determinação Quantitativa da Concentração de Sódio em Pães Tipo Bisnaguinha Comercializados na Cidade do Rio de Janeiro. (2015). Vigilância Sanitária Em Debate , 3(2), 48-55. https://doi.org/10.3395/2317-269x.00441

Artigos Semelhantes

1-10 de 645

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)