Exposição ocupacional a medicamentos antineoplásicos em clínicas veterinárias no município do Rio de Janeiro

  • Monica Faria da Silva INCQS/FIOCRUZ
  • Flavio Pinto dos Santos
  • Ketrine Ferreira da Silva
  • Marcia Sarpa de Campos Mello
  • Karen Friendrich
Palavras-chave: antineoplásicos, riscos ocupacionais, veterinários, segurança

Resumo

Médicos veterinários estão expostos constantemente a riscos químicos, físicos e biológicos durante a prática de sua profissão. Foram entrevistados médicos veterinários de 78 dos 88 estabelecimentos com mais de cinco anos de funcionamento do município do Rio de Janeiro, sobre o uso de medicamentos antineoplásicos, medidas de proteção individual e efeitos tóxicos associados. A vincristina (100%) é o antineoplásico mais utilizado, seguido da ciclofosfamida (27,02%). Nenhuma das clínicas visitadas possuía capela de fluxo laminar, 58,10% dos profissionais não utilizavam máscaras, 16,20% luvas e 14,85% nenhum tipo de EPI e 30% relataram não conhecer os efeitos tóxicos decorrentes da exposição aos antineoplásicos. A maioria dos entrevistados relatou que durante a graduação, não recebeu orientação adequada sobre riscos químicos ocupacionais. Ações de Vigilância Sanitária devem ser tomadas para diminuir os riscos decorrentes da manipulação de medicamentos antineoplásicos em clínicas veterinárias.

Biografia do Autor

Monica Faria da Silva, INCQS/FIOCRUZ
Possui graduação em Biomedicina pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2000), Mestrado (2003) e Doutorado (2008) em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz. Atualmente é Servidora Pública (Tecnologista Pleno) do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) da Fundação Oswaldo Cruz. Participa como docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária onde também atua como coordenadora adjunta do Mestrado Profissional. Tem experiência na área de Toxicologia e Vigilância Sanitária com ênfase na avaliação toxicológica de medicamentos e agrotóxicos. CV: http://lattes.cnpq.br/6725256372298444
Publicado
2012-12-13
Como Citar
Silva, M., Santos, F., Silva, K., Mello, M., & Friendrich, K. (2012). Exposição ocupacional a medicamentos antineoplásicos em clínicas veterinárias no município do Rio de Janeiro. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 1(1). Recuperado de https://visaemdebate.incqs.fiocruz.br/index.php/visaemdebate/article/view/45