Street food and child labor: reality on the beaches of Salvador, Bahia, Brazil

Autores

  • Permínio Oliveira Vidal Júnior Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Autor
  • Ryzia de Cassia Vieira Cardoso Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA Autor
  • José Ângelo Wenceslau Góes Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA Autor
  • Ícaro Ribeiro Cazumbá da Silva Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA Autor
  • Tássia Farias Santos Vianna Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA Autor
  • Isadora Soares Paiva Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA Autor
  • Daniela Maria Libório Fernandes Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA Autor
  • Hortência Fernandes Macedo Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA Autor

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269X.00856

Palavras-chave:

Comida de Rua, Trabalho de Menores, Segurança Alimentar e Nutricional

Resumo

TÍTULO PT: Comida de rua e trabalho infantil: realidade na orla marítima de Salvador, Bahia, Brasil

Caracterizar a realidade de trabalho de crianças e adolescentes inseridos no segmento de comida de rua, na orla marítima de Salvador, revelando o aspecto social, econômico e sanitário do trabalho desenvolvido pelos vendedores infanto-juvenis. Realizou-se estudo transversal, com aplicação de questionários semiestruturados, junto a 275 vendedores de comida de rua, menores de 18 anos, em 18 praias da cidade. Os participantes tinham entre 5 e 17 anos, média de 13 anos, eram predominantemente meninos (71,3%) e 94,9% estudavam. Os alimentos mais vendidos compreenderam queijo coalho, acarajé e ovo de codorna cozido. A maioria dos vendedores não atendia a requisitos de higiene pessoal, embora considerassem a higiene importante e que os alimentos vendidos nas ruas poderiam veicular doenças. No que se refere à frequência de limpeza dos utensílios, 44,7% declararam lavá-los diariamente. Parte dos vendedores referiu não lavar as mãos (13,8%), enquanto os demais disseram lavar as mãos de duas a cinco vezes por dia apenas com água ou água do mar, embora esta prática não fosse observada em campo. Os resultados confirmam a inserção da mão de obra infanto-juvenil no segmento, com oferta variada de alimentos e apontam riscos à saúde dos consumidores, devido ao desconhecimento de princípios de higiene por parte dos vendedores.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Permínio Oliveira Vidal Júnior, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
    Graduado pela Universidade Federal da Bahia. Possui mestrado em Alimentos, Nutrição e Saúde pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente é Professor Assistente II no Centro de Ciências da Saúde - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e doutorando  do Programa de Pós-graduação em Alimentos, Nutrição  e Saúde - UFBA.
  • Ryzia de Cassia Vieira Cardoso, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA
    Departamento Ciência dos Alimentos - UFBA
  • José Ângelo Wenceslau Góes, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA
    Departamento Ciência dos Alimentos - UFBA
  • Ícaro Ribeiro Cazumbá da Silva, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA
    Programa de Pós-Graduação em Alimentos, Nutrição e Saúde
  • Tássia Farias Santos Vianna, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA
    Graduada pela Universidade Federal da Bahia
  • Isadora Soares Paiva, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA
    Graduada pela Universidade Federal da Bahia
  • Daniela Maria Libório Fernandes, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA
    Graduada pela Universidade Federal da Bahia
  • Hortência Fernandes Macedo, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA
    Graduada pela Universidade Federal da Bahia

Publicado

2017-03-07

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

Street food and child labor: reality on the beaches of Salvador, Bahia, Brazil. (2017). Vigilância Sanitária Em Debate , 5(1), 29-35. https://doi.org/10.22239/2317-269X.00856

Artigos Semelhantes

1-10 de 653

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)