The 2010 Meningococcal outbreak in Bahia, Brazil, was caused by 2 different STs belonging to Clonal Complex ST-103

  • Ivano de Filippis Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde - INCQS / Fiocruz
  • Rita de Cássia Vilasboas Silva Laboratorio Central, Salvador
  • Márcia Falcão Modesto Ungar de Sá Laboratorio Central, Salvador
  • Guilherme Gonçalves Sardinha Fundação Oswaldo Cruz-INCQS
  • Soraia M. Cordeiro Centro de Pesquisa Gonçalo Muniz-Fiocruz
Palavras-chave: Neisseria meningitidis, Doença Meningocócica, Clone Hipervirulento, Complexo Clonal, Surto de meningite menigocócica

Resumo

Título em português: O surto de meningite meningocócica de 2010 na Bahia foi causado por dois ST diferentes pertencentes ao Complexo Clonal ST-103

Um surto de doença meningocócica foi detectado em 2009 no estado da Bahia (NE) com onze casos confirmados e sete óbitos. A partir do material coletado dos onze casos foi possível isolar cinco cepas de meningococos do sorogrupo C, sendo quatro pertencentes ao complexo clonal hipervirulento ST-103 (cc103), enquanto que uma cepa não foi associada a nenhum complexo clonal. O sequenciamento dos genes codificantes das proteínas de membrana PorA e FetA resultou no genótipo P1.5-1,10-1,36-2;F3-9 para todas as cepas. O cc103 foi isolado pela primeira vez na região sul do Brasil em 2007, mas não de um surto. A análise por MLST detectou a presença de três novos entre os isolados, o que mostra a contínua evolução do clone cc103 e a necessidade do monitoramento de seu avanço na população susceptível.

Biografia do Autor

Ivano de Filippis, Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde - INCQS / Fiocruz
Formado em Biologia pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques (1982), Mestre em Biologia Celular e Molecular pela Fundação Oswaldo Cruz (1994), Doutor em Biologia Celular e Molecular pela Fundação Oswaldo Cruz (2005) e pós-doutor no National Institutes of Health-NIH, 2006-2008 (USA). Tecnologista Sênior, Chefe do Laboratório de Microrganismos de Referência, Curador da Coleção de Microrganismos de Referência e professor do Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (INCQS-FIOCRUZ). Pesquisador do CNPq nível 2 em Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora - DT. Membro do GT-Meningite do COVER-MS. Tem experiência na área de Microbiologia, Epidemiologia e Biologia Molecular, com ênfase em Bacteriologia, atuando principalmente nos seguintes campos: meningites bacterianas (Neisseria meningitidis, Haemophilus influenzae, Streptococcus pneumoniae), diagnóstico molecular, tipagem de microrganismos, MLST e epidemiologia molecular de doenças infecciosas.
Guilherme Gonçalves Sardinha, Fundação Oswaldo Cruz-INCQS
Atualmente é aluno bolsista de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética Molecular e de Microorganismos.
Publicado
2012-12-13
Como Citar
de Filippis, I., Silva, R. de C., de Sá, M., Sardinha, G., & Cordeiro, S. (2012). The 2010 Meningococcal outbreak in Bahia, Brazil, was caused by 2 different STs belonging to Clonal Complex ST-103. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 1(1), 21-24. https://doi.org/10.3395/vd.v1i1.9
Seção
Artigo