A promoção da saúde pelas ondas do rádio: um foco na propaganda de medicamentos

Autores

  • Alessandra Ésther Mendonça Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói, RJ Autor
  • Milene Evelyn da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Carolina Pires Araújo Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Bianca Roberta Campos Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Allan de Gouvêa Pereira Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Luiz Paulo Reis Santos Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Miriam Aparecida de Oliveira Pinto Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Thais de Sá Pecis Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Vivian Henriques do Amaral Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Lilian Henriques do Amaral Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, RJ, Autor
  • Simone Gatti Ferreira Reis Autor
  • Mônica Cecília Santana Pereira Vigilância Sanitária, Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor
  • Maria da Penha Henriques do Amaral Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil Autor

DOI:

https://doi.org/10.3395/vd.v2n2.123

Palavras-chave:

Propaganda, Medicamento, Rádio, Vigilância Sanitária Sanitária

Resumo

Este trabalho refere-se à experiência desenvolvida em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Vigilância Sanitária Municipal de Juiz de Fora − MG e Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Juiz de Fora, envolvendo radiocomunicadores, profissionais e acadêmicos da saúde para reflexão e discussão sobre o Uso Racional de Medicamentos. Os campos da Saúde, da Comunicação e da Educação se integraram para reunir esforços em prol de um interesse comum. A alta frequência de propagan-das enganosas de medicamentos tem contribuído para a automedicação. Através da criação do projeto “A promoção da saúde pelas ondas do rádio” buscamos, mediante a realização de seminário, a mobilização das emissoras de rádio locais, objetivando reduzir o índice de propagandas irregulares de medicamentos veiculados por esse meio de comunicação. O seminário contou com 159 participantes, distribuídos nas seguintes categorias: 102 estudantes, 26 profissionais de saúde, 5 profissionais de comunicação e 5 participantes enquadrados em outras categorias. Verificamos que o público alvo princi-pal − os radialistas − demonstrou pouca adesão, apontando para a necessidade de novas estratégias de mobilização da categoria que, a partir da consciência sanitária adquirida, atuará como promotora da saúde e contribuirá para reduzir o risco sanitário gerado pela propaganda de medicamentos no rádio.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2014-05-08

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

A promoção da saúde pelas ondas do rádio: um foco na propaganda de medicamentos. (2014). Vigilância Sanitária Em Debate , 2(2), 96-101. https://doi.org/10.3395/vd.v2n2.123

Artigos Semelhantes

1-10 de 434

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)