Posições de Sindicatos e ONGs sobre os riscos e a regulação da nanotecnologia

  • Noela Invernizzi Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Guillermo Foladori Universidad Autónoma de Zacatecas
Palavras-chave: nanotecnologia, riscos, regulação, ONGs, sindicatos

Resumo

Este trabalho discute os posicionamentos de Organizações não Governamentais (ONGs) e sindicatos de trabalhadores sobre os riscos e a regulação da nanotecnologia.Baseia-se na análise de declarações e documentos produzidos por essas organizações entre 2002 e 2010. No contexto de fortes investimentos públicos e privados em nanotecnologia e de sua rápida incorporação a produtos e processos, esses grupos têm buscado representar seus interesses através de diversas estratégias. Seus posicionamentos se centram na aplicação do princípio de precaução e incluem pedidos de moratória, realização de mais investigação sobre riscos à saúde, ocupacionais e ambientais, regulação específica e obrigatória, transparência de informação e ampla participaçãopública na governança da nanotecnologia. Mostramos que essas organizações da sociedade civil vêm tecendo colaborações e alianças e tiveram algum êxito em posicionar a temática de riscos e regulação nas agendas dos governos.

Biografia do Autor

Noela Invernizzi, Universidade Federal do Paraná (UFPR)
É professora do Setor de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Paraná. Formou-se em Antropologia na Universidade da República, Uruguai, e fez mestrado e doutorado em Política Científica e Tecnológica na Universidade Estadual de Campinas. Fez estágio de pós-doutorado no Center for Science, Policy and Outcomes, da Universidade de Columbia, EUA. Foi professora do Programa em Estudos do Desenvolvimento da Universidade Autônoma de Zacatecas, México; pesquisadora visitante no Center for Science, Policy and Outcomes, EUA; e Fellow no Science, Technology and Innovation Program do Woodrow Wilson International Center for Scholars, EUA. Por vários anos tem pesquisado sobre os impactos da reestruturação industrial e a introdução de novas tecnologias sobre a força de trabalho. Atualmente investiga a política de ciència, tecnologia e inovação na área de nanotecnologia e as implicações sociais dessa tecnologia. Coordena a Rede Latino-Americana Nanotecnologia e Sociedade. É vice coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas. CV: http://lattes.cnpq.br/1796651920588030
Guillermo Foladori, Universidad Autónoma de Zacatecas
Professor Investigador, Doutorado em Estudos do Desenvolvimento, Universidad Autónoma de Zacatecas
Publicado
2013-11-29