Significando o risco sanitário: modos de atuação sobre o risco na vigilância sanitária

Autores

  • Ana Valesca Fernandes GIlson Silva Núcleo de Ensino e Pesquisa do Hospital Público Regional de Betim (NEP/HPRB), Betim, MG Autor
  • Francisco Carlos Felix Lana Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG Autor

DOI:

https://doi.org/10.3395/vd.v2n2.145

Palavras-chave:

Risco Sanitário, Vigilância Sanitária, Pesquisa Qualitativa

Resumo

Este estudo qualitativo, que utiliza o Interacionismo Simbólico como referencial teórico e a Teoria Fundamentada nos Dados como método, buscou compreender os modos de atuação sobre o risco. Sintetiza os significados do risco para os profissionais da Vigilância Sanitária (VISA) e analisa os modos de atuação para o seu controle. A síntese é a sistematização das interpretações e significados do risco. A análise apresenta a existência de dois modos de atuação, permitindo empreender a aplicação do significado de risco no âmbito do domínio de um saber específico. Entre a identificação do risco e a intervenção existem processos que mesclam a racionalidade à subjetividade, a autoridade ao controle, a experiência ao conhecimento formal adquirido. O agir do profissional da VISA é constituído por conhecimentos, pela experiência adquirida, pelos contextos socioculturais e pelas interações que definem e redefinem os modos de atuar. As ações são baseadas nos significados do risco que se deslocam no plano da objetividade e da subjetividade, e a legislação é um importante instrumento de decisão e de persuasão. Embora ocorra um deslocamento para o uso do conhecimento e da experiência, é o arcabouço legal que imprime o que deve ou não ser controlado.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ana Valesca Fernandes GIlson Silva, Núcleo de Ensino e Pesquisa do Hospital Público Regional de Betim (NEP/HPRB), Betim, MG
    Enfermeira. Mestre em Saúde e Enfermagem. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG.
  • Francisco Carlos Felix Lana, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG
    Doutor em Enfermagem. Professor Associado do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Downloads

Publicado

2014-05-08

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

Significando o risco sanitário: modos de atuação sobre o risco na vigilância sanitária. (2014). Vigilância Sanitária Em Debate , 2(2), 17-26. https://doi.org/10.3395/vd.v2n2.145

Artigos Semelhantes

1-10 de 531

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)