Aspectos facilitadores e desafios para a implementação de um modelo de educação permanente para a Vigilância Sanitária

Autores/as

Palabras clave:

Formação Profissional; Educação Permanente; Vigilância Sanitária

Resumen

Introdução: O desenvolvimento de competências ocorre por meio da aprendizagem e envolve a aquisição de conhecimentos, habilidades e atitudes, e o desafio central que emerge para as organizações é disponibilizar oportunidades formais e informais de aprendizagem, integradas em programas de treinamento, desenvolvimento e educação.  Objetivo: Identificar aspectos facilitadores e desafios para a implementação de um modelo de educação permanente para a Vigilância Sanitária. Método: Baseou-se em modelo de avaliação que contempla caracterização geral do contexto externo e interno, necessidades e dos componentes norteadores da estruturação dos processos formativos e análise técnica da avaliação de necessidades, do planejamento e execução e dos efeitos do programa de treinamento e desenvolvimento. Resultados: Os aspectos facilitadores identificados: competência legal de fomento aos estudos e pesquisas no âmbito do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS); normativos que ressaltam a valorização do desenvolvimento profissional; a realização de fóruns locais, regionais e federais, que especificam estratégias, desafios, eixos temáticos e áreas de formação para o SNVS; e a atuação da Agência Nacional  de Vigilância Sanitária (Anvisa) como ente coordenador do Sistema, promovendo ações  educativas em estados e municípios. Os desafios apontados: aprimoramento da articulação e integração dos entes do SNVS com outros setores da saúde; da atuação da Anvisa voltada para os demais entes do SNVS; da uniformidade na execução das ações; do comprometimento dos gestores com a análise de riscos e inovação dos processos de trabalho. Conclusões: Os processos para avaliação de necessidades e planejamento das estratégias de capacitação apresentam grandes oportunidades para aprimoramento, especialmente quando utiliza como referencial os diversos aspectos considerados relevantes pela literatura nas áreas de
treinamento, desenvolvimento e educação.

Descargas

Los datos de descarga aún no están disponibles.

Biografía del autor/a

  • Maria Júlia Pantoja, Universidade de Brasília (UNB), Brasília, DF, Brasil

    Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Brasília (1988), mestrado em Psicologia pela Universidade de Brasília (1998) e doutorado em Psicologia Organizacional e do Trabalho pela Universidade de Brasília (2004). Atualmente é professora adjunta da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Treinamento, Desenvolvimento e Educação - TD&E, com publicações e pesquisas em avaliação da efetividade de programas de Treinamento e Desenvolvimento. Atua em projetos de pesquisa focalizando os seguintes temas: aprendizagem no trabalho, teletrabalho, novas tecnologias e competências emergentes, educação corporativa, redes sociais em contextos rurais e organizacionais, inovação e competitividade. 

  • Claudia Passos Guimarães Rabelo, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Brasília, DF, Brasil

    Possui graduação em Farmácia Industrial pela Faculdade Oswaldo Cruz/SP, mestrado em Ciências dos Alimentos pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (FCF/USP) e doutorado em Nutrição Humana Aplicada, pelo Programa de Pós-Graduação Interunidades (PRONUT/USP). Atualmente trabalha como especialista em regulação e vigilância sanitária na Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Tem experiência na área de fiscalização de propaganda de produtos sujeitos à vigilância sanitária, projetos de educação voltados para sociedade e de formação e aperfeiçoamento profissional no âmbito do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária. 

  • Maria de Fátima Ferreira Francisco, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Brasília, DF, Brasil

    Possui graduação em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2002), especialização em Gestão Ambiental pelo Centro Universitário Senac (2006), graduação e licenciatura em Geografia. Atualmente é especialista na Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Publicado

2020-11-30

Cómo citar

Aspectos facilitadores e desafios para a implementação de um modelo de educação permanente para a Vigilância Sanitária. (2020). Vigilancia En Salud En Debate: Sociedad, Ciencia Y Tecnología, 8(4), 14-26. https://visaemdebate.incqs.fiocruz.br/index.php/visaemdebate/article/view/1605

Artículos similares

1-10 de 465

También puede Iniciar una búsqueda de similitud avanzada para este artículo.