Programa de análise de resíduos de agrotóxicos em alimentos do estado de Minas Gerais: fatores envolvidos na rastreabilidade e no controle sanitário

Vigil Sanit Debate, Rio de Janeiro, 2023, v.11: e02141 | Publicado em: 04/10/2023

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269x.02141

Palavras-chave:

Vigilância Sanitária, Informação, Segurança Alimentar, Agrotóxicos, defesa do consumidor

Resumo

Introdução: O monitoramento de resíduos de agrotóxicos em alimentos pode contribuir para ações de controle, mitigação de riscos à saúde humana e cumprimento de critérios de qualidade relacionados ao comércio nacional e internacional. Objetivo: Investigar e analisar os fatores envolvidos na rastreabilidade e no controle sanitário de alimentos vegetais coletados no comércio varejista pelo Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos do estado de Minas Gerais (PARA-MG). Método: A partir de uma amostragem não probabilística, foram entrevistados os fiscais sanitários que atuaram nas coletas de amostras (n = 6) e os responsáveis pelo controle de qualidade dos alimentos nas redes varejistas participantes do programa (n = 12), utilizando como referência o método survey. Resultados: Os resultados evidenciaram que 83,3% dos locais de coleta de amostras são estabelecimentos de grande porte localizados na região metropolitana da capital do estado, o que demonstra que os alimentos comercializados em pequenos estabelecimentos varejistas e feiras livres não foram monitorados pelo programa. De acordo com os entrevistados, 88,9% das redes varejistas não inserem informações de rastreabilidade nos alimentos e 62,2% dos alimentos comercializados não trazem todas as informações obrigatórias de rastreabilidade. Conclusões: O estudo identificou fatores relacionados às empresas, aos fornecedores, aos produtores rurais e aos órgãos fiscalizadores que dificultam a implementação da  rastreabilidade nos alimentos e fatores associados a questões operacionais, de amostragem dos produtos alimentícios e relativos à atuação dos órgãos de controle sanitário que interferem negativamente no controle sanitário de resíduos de agrotóxicos, ao mesmo tempo em que propõe ações e medidas voltadas para promover mais transparência e segurança na cadeia produtiva de  alimentos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

Publicado

2023-10-04

Como Citar

Programa de análise de resíduos de agrotóxicos em alimentos do estado de Minas Gerais: fatores envolvidos na rastreabilidade e no controle sanitário: Vigil Sanit Debate, Rio de Janeiro, 2023, v.11: e02141 | Publicado em: 04/10/2023. (2023). Vigilância Sanitária Em Debate , 11. https://doi.org/10.22239/2317-269x.02141

Artigos Semelhantes

1-10 de 509

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)