Confiabilidade dos resultados analíticos no monitoramento do teor de iodo em sal para o consumo humano - Validação da metodologia e incerteza de medição

  • Marcia Regina Pennacino Amaral Mello Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
  • Jamila Barbosa Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Palavras-chave: Sal, Iodo, Iodato de potássio, Validação, Incerteza de medição, Programas de monitoramento

Resumo

O sal para consumo humano é utilizado como veículo para aumentar a ingestão de iodo pela população e evitar os Distúrbios por Deficiência de Iodo (DDIs). Esta prática é adotada mundialmente sob recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e monitorada por meio de programas governamentais. A determinação de iodo no sal, adicionado na forma de iodato, é um método clássico, utilizado no monitoramento nacional,e apesar de ser tradicionalmente a metodologia mais utilizada para quantificação de iodo, não possui critérios de desempenho oficialmente documentados que possam contribuir e subsidiar ações em Vigilância Sanitária. A proposta deste estudo foi avaliar os parâmetros de desempenho da determinação de iodo no sal, adicionado na forma de iodato, por titulação iodométrica e calcular sua incerteza de medição, visando comprovar a confiabilidade dos resultados. Os resultados obtidos precisam ser exatos e precisos para que possam dar subsídio aos programas de monitoramento. O estudo foi realizado em oito níveis de concentração de 2 a 100 mg/kg de forma a contemplar os diferentes níveis de iodo já estabelecidos nas legislações. O método apresentou-se robusto; com seletividade sem interferências de matriz; linearidade para a faixa de trabalho com r2 = 0,99998; limite de detecção adotado por avaliação visual em 1 mg/kg; limite de quantificação de 2 mg/kg; recuperação de 98 a 101%; desvio-padrão relativo ≤ 7,15%; limite de repetibilidade de 0,55 mg/kg e precisão intermediária, onde p = 0,41, demonstrando não haver diferença entre analistas. A incerteza de medição foi estabelecida em 0,93 mg/kg com nível de confiança de 95,45%.

Biografia do Autor

Marcia Regina Pennacino Amaral Mello, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP

Pesquisador Científico- Núcleo de Química, Física e Sensorial - Centro de Alimentos -Instituto Adolfo Lutz

Jamila Barbosa, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Bolsista de Aprimoramento Profissional PAP - Secretaria da Saúde
Publicado
2015-05-29
Como Citar
Amaral Mello, M. R., & Barbosa, J. (2015). Confiabilidade dos resultados analíticos no monitoramento do teor de iodo em sal para o consumo humano - Validação da metodologia e incerteza de medição. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 3(2), 65-74. https://doi.org/10.3395/2317-269x.00496
Seção
Artigo