Principais obstáculos que dificultam a inovação em instituições públicas da área farmacêutica no Brasil

  • Marcus Vinícius Lima do Couto Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ
  • Aline Rodrigues Venâncio das Neves Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ
  • Ester Ribeiro de Figueiredo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ
  • Larissa dos Santos da Silveira Medquímica Indústria Farmacêutica, uiz de Fora, MG
  • Luciana Veloso da Costa Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ
  • Wanise Borges Gouvea Barroso Instituto de Tecnologia em Fármacos, Fundação Oswaldo Cruz (Farmanguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ
Palavras-chave: Inovação, Laboratórios Oficiais, Indústria Farmacêutica

Resumo

Inovação na indústria farmacêutica visa descobrir algo novo com propriedades terapêuticas. É uma exigência fundamental das organizações para alcançar o sucesso no mercado, representando, assim, uma vantagem competitiva. Em geral, muitos fatores desencadeiam as dificuldades de empresas inovadoras, universidades e institutos de pesquisa. Quando falamos sobre o setor público, há muitos desafios. Este artigo tem como objetivo apresentar alguns dos principais obstáculos enfrentados pelas instituições farmacêuticas públicas brasileiras que contribuem negativamente para a inovação, como dificuldades relacionadas à infraestrutura, verbas e processos de compra; discrepâncias relacionadas à ausência de alinhamento entre os objetivos institucionais e as demandas do Ministério da Saúde; à necessidade de introdução de requisitos de Qualidade nas etapas iniciais das pesquisas e ao foco nos processos de transferência de tecnologia, como única fonte de inovação. Os desafios são muitos, mas com vontade e motivação, tanto por parte dos profissionais envolvidos, quanto por parte do governo brasileiro, que deve se mostrar disposto a buscar estratégias para modificar o cenário atual, será possível a conquista da cultura da inovação no Brasil.

Biografia do Autor

Marcus Vinícius Lima do Couto, Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ

Bio-Manguinhos

Departamento de Garantia da Qualidade

Aline Rodrigues Venâncio das Neves, Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ

Bio-Manguinhos

Centro Integrado de Protótipos, Biofármacos e Reativos para diagnóstico

Ester Ribeiro de Figueiredo, Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ

Bio-Manguinhos

Departamento de Garantia da Qualidade

Larissa dos Santos da Silveira, Medquímica Indústria Farmacêutica, uiz de Fora, MG

Departamento de Produção Farmacêutica de Sólidos

Medquímica Indústria Farmacêutica

Luciana Veloso da Costa, Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ

Bio-Manguinhos

Departamento de Controle de Qualidade

Laboratório de Controle Microbiológico

 

Wanise Borges Gouvea Barroso, Instituto de Tecnologia em Fármacos, Fundação Oswaldo Cruz (Farmanguinhos/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ

Far-Manguinhos

Núcleo de Inovação Tecnológica

Publicado
2016-05-31
Como Citar
Couto, M., Neves, A., Figueiredo, E., Silveira, L., Costa, L., & Barroso, W. (2016). Principais obstáculos que dificultam a inovação em instituições públicas da área farmacêutica no Brasil. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 4(2), 2-7. https://doi.org/10.3395/2317-269x.00592
Seção
Debate