Infecção do trato urinário em pacientes internados em clínica médica de um hospital universitário

  • Écila Campos Mota Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Montes Claros, MG
  • Maria Luiza Andrade Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), Montes Claros, MG
  • Beatriz Rezende Marinho Silveira Universidade Estadual de Montes Claros Gerais (Unimontes), Montes Claros, MG
  • Adriana Cristina Oliveira Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG
Palavras-chave: Infecção Hospitalar, Infecções Urinárias, Cateterismo Urinário

Resumo

Objetivo: Avaliar a incidência e os fatores associados à infecção do trato urinário associados ao Cateter Vesical em adultos internados em clínica médica, bem como identificar a taxa de utilização, frequência do registro do pedido de inserção e retirada, adequação do uso em termos da indicação e do tempo de permanência do Cateter Vesical. Método: Trata-se de uma coorte prospectiva desenvolvida em um hospital universitário de Minas Gerais. Análises univariadas foram realizadas através do teste Qui-quadrado ou teste exato de Fisher para variáveis categóricas e teste não paramétrico de Mann-Whitney para variáveis numéricas. Resultados: Durante dez meses foram internados um total de 1.121 pacientes, desses, 63 (5,6%) fizeram o uso do Cateter Vesical, correspondendo a 880 Cateter Vesical/dia. A incidência de Infecção do Trato Urinário associada ao Cateter Vesical foi de 31,7%. Os resultados identificaram associações positivas entre ocorrência de infecção do trato urinário com o tempo de permanência hospitalar e tempo de uso do Cateter Vesical. Conclusão: A conduta frente à indicação de uso do Cateter Vesical deve ser criteriosa, desde a avaliação da recomendação, inserção, manutenção e a sua retirada omais brevemente possível, garantindo a segurança do paciente.

Publicado
2017-03-07
Como Citar
Mota, Écila, Andrade, M., Silveira, B., & Oliveira, A. (2017). Infecção do trato urinário em pacientes internados em clínica médica de um hospital universitário. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 5(1), 69-75. https://doi.org/10.22239/2317-269x.00782
Seção
Artigo