Tecnologias em Enfermagem: repercussões na qualidade de vida de adolescentes em hemodiálise

  • Islane Costa Ramos Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Fortaleza, CE
  • Violante Augusta Batista Braga Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE
  • Layanna Paula Cavalcante Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Fortaleza, CE
  • Maria Isis Freire Aguiar Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Fortaleza, CE
  • Francisca Jane Oliveira Hospital Monte Klinikum, Fortaleza, CE
Palavras-chave: Enfermagem, Diálise renal, Qualidade de Vida, Cuidados de Enfermagem, Instituições de Cuidados Especializados de Enfermagem

Resumo

Introdução: Estudos têm destacado a repercussão de doenças, como a insuficiência renal crônica, na qualidade de vida das pessoas, considerando as implicações da doença e do tratamento em diversas esferas. Objetivo: Avaliar a repercussão da tecnologia leve como cuidado de enfermagem na qualidade de vida de adolescentes renais crônicos em hemodiálise. Método: Investigação-ação convergente-assistencial realizada em uma clínica de diálise em Fortaleza, Ceará, no período de março a maio de 2013. Participaram dela oito adolescentes em hemodiálise. A produção de dados foi dividida em duas fases (pré e pós-desenvolvimento das oito oficinas). Os dados foram coletados pelo questionário WHOQOL-bref, constituído por 26 perguntas que abrangem quatro domínios: físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente. Os dados foram analisados a partir do Statistical Package for the Social Sciences, versão 15.0. Resultados: O adolescente renal crônico em diálise sofre alterações na qualidade de sua vida, mas a tecnologia leve implementada nas oficinas repercutiu positivamente, especificamente, no domínio físico, seguido do psicológico. Conclusões: A tecnologia leve favorece a humanização da assistência por meio do acolhimento, interação, socialização e vínculo, contribuindo com a qualidade de vida.

Biografia do Autor

Islane Costa Ramos, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Fortaleza, CE
Enfermeira, mestre em saúde do adulto, especialista em Enfermagem em Nefrologia, Doutora em Enfermagem.
Violante Augusta Batista Braga, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE
Enfermeira, docente do departamento de enfermagem da Universidade Federal do Ceará. Doutora em Enfermagem.
Layanna Paula Cavalcante, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Fortaleza, CE
Enfermeira, mestre em saude do adulto.
Maria Isis Freire Aguiar, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Fortaleza, CE
Enfermeira.
Francisca Jane Oliveira, Hospital Monte Klinikum, Fortaleza, CE
Enfermeira, especialista em Unidade de Terapia Intensiva, Mestre em saúde do adulto.
Publicado
2017-11-30
Como Citar
Ramos, I., Braga, V., Cavalcante, L., Aguiar, M. I., & Oliveira, F. (2017). Tecnologias em Enfermagem: repercussões na qualidade de vida de adolescentes em hemodiálise. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 5(4), 32-39. https://doi.org/10.22239/2317-269x.00964
Seção
Artigo

Artigos mais lidos do mesmo autor