Detecção de desvios de qualidade nos medicamentos manipulados: solução de ácido acético, xarope de cetoconazol e cápsulas de hormônio tireoidiano T4

  • Fernanda Fernandes Farias Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
  • Helena Miyoco Yano Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
  • Eliana Della Coletta Yudice Centro de Laboratório Regional - Santo André, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
  • Marcos Paulo Guilherme Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
  • Valéria Adriana Pereira Martins Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
  • Luz Marina Trujillo Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
  • Maria Cristina Santa Bárbara Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
  • Blanca Elena Ortega Markman Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Palavras-chave: Medicamentos Manipulados, Risco Sanitário, Desvios da Qualidade, Saúde Pública

Resumo

Introdução: Doses incorretas do ativo nas preparações magistrais configuram erros comuns na manipulação, podendo ocasionar agravos à saúde do paciente, refletindo possível ausência das Boas Práticas de Manipulação (BPM). Objetivo: Relatar desvios de qualidade nos medicamentos solução de ácido acético, xarope de cetoconazol e cápsulas de T4. Método: Identificação por reações químicas e por CLAE, teor por titulação e CLAE, pH por potenciometria. Resultados: Identificação positiva, para ácido acético com teor de 98,20% compatível com ácido acético glacial, em desacordo com a prescrição de solução a 5%. O teor de cetoconazol de 16,20 mg/mL encontrado no xarope corresponde a 81,00% do declarado, com especificação mínima de 90,00%; pH 8,0; identificação positiva para tensoativo aniônico componente saponáceo, no xarope. Os resultados encontrados: cápsulas de T4 de 25 μg foi de 177,70 μg e as de 200 μg foi de 174,44 μg, correspondendo a 710,96% e 87,22% do teor declarado, respectivamente, em desacordo com a especificação de 90,00% a 110,00%. Conclusões: O trabalho ilustrou a detecção de desvios de qualidade em medicamentos manipulados de diferentes farmácias, decorrentes de erros farmacotécnicos, ausência de controle de qualidade e falta de implementação das BPM. A frequente fiscalização previne riscos sanitários à população.

Biografia do Autor

Fernanda Fernandes Farias, Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Pesquisadora científica do Núcleo de Ensaios Físicos e Químicos em Medicamentos do Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes.
Helena Miyoco Yano, Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Pesquisadora científica do Núcleo de Ensaios Físicos e Químicos em Medicamentos do Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes.
Eliana Della Coletta Yudice, Centro de Laboratório Regional - Santo André, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Pesquisadora científica do Núcleo de Ciências Químicas e Bromatológicas do Centro de Laboratório Regional de Santo André
Marcos Paulo Guilherme, Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Agente Técnico de Assistência à Saúde- Farmacêutico do Núcleo de Ensaios Físicos e Químicos em Medicamentos do Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes.
Valéria Adriana Pereira Martins, Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Pesquisadora científica do Núcleo de Ensaios Físicos e Químicos em Medicamentos do Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes.
Luz Marina Trujillo, Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Pesquisadora científica do Núcleo de Ensaios Físicos e Químicos em Medicamentos do Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes.
Maria Cristina Santa Bárbara, Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Pesquisadora científica do Núcleo de Ensaios Físicos e Químicos em Cosméticos e Saneantes do Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes.
Blanca Elena Ortega Markman, Centro de Medicamentos, Instituto Adolfo Lutz (IAL), São Paulo, SP
Pesquisadora científica VI do Núcleo de Ensaios Físicos e Químicos em Medicamentos do Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes.
Publicado
2018-08-31
Como Citar
Farias, F., Yano, H., Yudice, E., Guilherme, M., Martins, V., Trujillo, L., Santa Bárbara, M., & Markman, B. E. (2018). Detecção de desvios de qualidade nos medicamentos manipulados: solução de ácido acético, xarope de cetoconazol e cápsulas de hormônio tireoidiano T4. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 6(3), 22-27. https://doi.org/10.22239/2317-269x.01134
Seção
Artigo