Intoxicações por agrotóxicos no estado do Tocantins: 2010–2014

  • Sérgio Luís de Oliveira Silva Diretoria de Vigilância Ambiental e Saúde do Trabalhador, Secretaria da Saúde do Tocantins, Palmas, TO http://orcid.org/0000-0002-5496-2454
  • Ediná Alves Costa Instituto de Saúde Coletiva, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA
Palavras-chave: Agrotóxico, SINAN, Vigilância em Saúde, Veneno

Resumo

Introdução: O Brasil é o maior consumidor mundial de agrotóxicos, que é um sério problema de saúde pública pela exposição da população e do ambiente a estes produtos. Objetivo: Caracterizar as intoxicações por agrotóxicos no Tocantins no período 2010–2014. Método: Estudo descritivo e exploratório, tendo como fonte de dados secundários o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), utilizando-se variáveis selecionadas. Resultados: No total das intoxicações exógenas, o sexo feminino é o mais afetado e nas intoxicações, já por agrotóxicos, é o masculino, principalmente a categoria ocupacional dos “trabalhadores da agropecuária diversos”. As faixas etárias mais atingidas por agrotóxico de uso agrícola são: 20–29 anos e 30–39 anos. Os agentes tóxicos mais referidos foram os inseticidas (29,28%) e os herbicidas (27,07%). As atividades mais frequentes foram a pulverização (29,28%) e a diluição (15,47%); e as principais vias de exposição/contaminação foram a digestiva e a respiratória. Quanto à exposição/contaminação, as mais presentes foram a acidental (49,17%), a tentativa de suicídio (32,60%) e a ambiental (14,64%). Conclusões: Os dados revelam uma situação preocupante que demanda atenção dos gestores no enfrentamento deste problema de saúde pública. Esse cenário é desafiador especialmente no componente assistencial, nas vigilâncias sanitárias, epidemiológica e em saúde ambiental e do trabalhador.

Biografia do Autor

Sérgio Luís de Oliveira Silva, Diretoria de Vigilância Ambiental e Saúde do Trabalhador, Secretaria da Saúde do Tocantins, Palmas, TO
Secretaria da Saúde do Tocantins/ Superintendência de Vigilância, Promoção e Proteção à Saúde
Publicado
2018-11-30
Como Citar
Silva, S. L., & Costa, E. (2018). Intoxicações por agrotóxicos no estado do Tocantins: 2010–2014. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 6(4), 13-22. https://doi.org/10.22239/2317-269x.01188
Seção
Artigo