Comércio de alimentos na Universidade de São Paulo: avaliação das condições higiênico-sanitárias e infraestrutura

  • Thaís Helena Nishikata de Oliveira Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP), São Paulo, SP
  • Euro de Barros Couto Junior Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, Prefeitura do Município de São Paulo (PMSP), São Paulo, SP
  • Naassom Almeida Souza Ribeiro Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP), São Paulo, SP
  • André Luiz Assi Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP), São Paulo, SP
  • Rafael Almeida Ferreira de Abreu Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP), São Paulo, SP
  • Werner Souza Martins Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP), São Paulo, SP
  • Ricardo Prist Prefeitura do Campus USP da Capital, Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP
  • Hélio Junji Shimozako Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMU/SP), São Paulo, SP
  • Simone de Carvalho Balian Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP), São Paulo, SP
Palavras-chave: Comércio de alimentos, Comida de rua, Boas práticas, Universidade de São Paulo

Resumo

O presente estudo verificou as condições de boas práticas de higiene e manipulação (BPHM) e de infraestrutura (IE) de oito restaurantes/lanchonetes e de sete pontos de comércio ambulante localizados na Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira (CUASO-USP) por meio de abordagem exploratória e qualitativa através da aplicação de listas de verificação. Concluiu-se que os estabelecimentos de comércio alimentício da CUASO-USP apresentaram índices regulares de cumprimento de BPHM e adequação de IE, sendo que o eixo de higiene e manipulação de alimentos mostrou-se em melhor situação quando comparado ao de infraestrutura. Os ambulantes analisados apresentaram melhores resultados no cumprimento das normas de BPHM e IE quando comparados aos estabelecimentos fixos de comércio alimentício. Constatou-se que é possível a prática do comércio de alimentos de rua com qualidade, sem caracterizar uma ameaça à saúde publica.

Biografia do Autor

Thaís Helena Nishikata de Oliveira, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP), São Paulo, SP

Médica Veterinária

Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal

Área de Inspeção, Higiene e Segurança de Alimentos

Publicado
2015-11-27
Como Citar
de Oliveira, T. H., Couto Junior, E., Ribeiro, N., Assi, A., de Abreu, R., Martins, W., Prist, R., Shimozako, H., & Balian, S. (2015). Comércio de alimentos na Universidade de São Paulo: avaliação das condições higiênico-sanitárias e infraestrutura. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 3(4), 84-91. https://doi.org/10.3395/2317-269x.00485
Seção
Artigo