Revisão integrativa para substituição do soro fetal bovino por plasma humano rico em plaquetas para cultivo e expansão ex vivo de células humanas destinadas às terapias avançadas

  • Karla Menezes Faculdade de Medicina de Petrópolis/FASE
  • Esther Rieko Takamori Faculdade de Medicina de Petrópolis/FASE
  • Marcus Vinicius Telles Teixeira Faculdade de Medicina de Petrópolis/FASE
  • Rosana Bizon Vieira Carias Faculdade de Medicina de Petrópolis/FASE
  • Radovan Borojevic Faculdade de Medicina de Petrópolis/FASE
Palavras-chave: Plasma Rico em Plaquetas, Cultura Celular, Terapia Celular, Ensaios Clínicos

Resumo

Introdução: O avanço dos ensaios clínicos e da terapia celular implicam na necessidade de substituição do soro fetal bovino por um produto de origem humana, capaz de sustentar a expansão de células humanas destinadas às pesquisas e terapias celulares. Objetivo: Esta revisão integrativa teve como objetivo principal avaliar diferentes alternativas de suplementação de cultura celulares livres de produtos animais, chamadas de culturas celulares xeno-free. Método: Foi realizada a análise de 50 artigos recuperados do PubMed publicados até janeiro de 2018 em língua inglesa ou em português. Resultados: O plasma rico em plaquetas (PRP) é considerado como uma boa alternativa para suplementação do meio de cultura celular. O PRP é obtido a partir do sangue, e possui um rico conteúdo liberado pelas plaquetas ativadas, capaz de estimular a proliferação e a diferenciação de diversos tipos de células, tanto diferenciadas quanto progenitoras. A utilização do PRP em sistemas de cultura celular xeno-free não oferece risco de alterações genéticas da população celular, tampouco sua contaminação com patógenos. As vantagens de sua utilização incluem: 1) a possibilidade de uso de soro autólogo; 2) redução de riscos de contaminação; 3) facilidade de preparo e 4) baixo custo de produção. Conclusões: O uso de concentrado de plaquetas descartados nos centros de hemoterapia é uma boa alternativa para a produção do PRP, que será utilizado sistematicamente na cultura de células humanas. O desafio é padronizar esse processo de produção, de forma a garantir a qualidade do produto destinado às terapias avançadas.

Biografia do Autor

Karla Menezes, Faculdade de Medicina de Petrópolis/FASE
Graduação em enfermagem (2004) e ciências biológicas (2006), mestrado (2008) e doutorado (2012) em biologia celular.
Publicado
2018-02-28
Como Citar
Menezes, K., Takamori, E., Teixeira, M., Carias, R., & Borojevic, R. (2018). Revisão integrativa para substituição do soro fetal bovino por plasma humano rico em plaquetas para cultivo e expansão ex vivo de células humanas destinadas às terapias avançadas. Vigilância Sanitária Em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, 6(1), 109-117. https://doi.org/10.22239/2317-269x.01065