Aprenderemos as lições de Brumadinho?

Autores

  • Daniella Guimarães de Araújo Núcleo de Vigilância Sanitária da Superintendência Regional de Saúde de Sete Lagoas (NUVISA- SRS Sete Lagoas/SES MG) Autor https://orcid.org/0000-0003-2417-1464

DOI:

https://doi.org/10.22239/2317-269X.01269

Palavras-chave:

Vigilância Sanitária, Risco, Regulação, Mineração

Resumo

O estado de Minas Gerais sediará em novembro o 8° Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária – o Simbravisa –, que reunirá trabalhadores, gestores e pesquisadores para refletirem sobre o seu vasto campo de atuação na proteção à saúde.
Os inaceitáveis desastres humanos e ambientais ocorridos nos últimos três anos em Minas, nas cidades de Mariana e Brumadinho e causados pela Mineradora Vale, têm muito a ensinar à vigilância sanitária, aos nossos governantes e a todos que se dispõem a aprender com os danos.
Minas Gerais está sob pesar. A palavra “minas”, como escrito acima por Drummond, já revela o minério de suas montanhas, a riqueza, o ouro, o desenvolvimento, a economia. Entretanto a palavra “gerais” possui outra dimensão, que compõe suas lacunas de dignidade, saúde, proteção e preservação. Inclui seus municípios vulneráveis, populações expostas e condições adversas de sobrevivência.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Daniella Guimarães de Araújo, Núcleo de Vigilância Sanitária da Superintendência Regional de Saúde de Sete Lagoas (NUVISA- SRS Sete Lagoas/SES MG)

    Graduada em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1985). Especialista em Saúde Pública, Farmácia Hospitalar e em Vigilância Sanitária.Atualmente é editora da revista científica Vigilância Sanitária em Debate:sociedade, ciência & tecnologia do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz- Rio de Janeiro.Funcionária da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais/FHEMIG desde 1986.Tem experiência nas áreas de Educação Permanente, Saúde Coletiva e ciências sociais, respectivamente na coordenação de cursos técnicos,desenvolvimento de cursos e material pedagógico; gestão local , regional e nacional em vigilância sanitária; elaboração de pesquisa-ação sobre o plano diretor de vigilância sanitária e projeto Histórias da Visa Real em parceria com NESCON/UFMG e ESPMG. Chefiou o Núcleo de Educação, Pesquisa e Conhecimento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária-NEPEC/ANVISA de abril de 2010 a fevereiro de 2014. É coordenadora do Grupo Temático de Vigilância Sanitária da ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva desde setembro 2014.

Publicado

2019-02-28

Edição

Seção

Editorial

Como Citar

Aprenderemos as lições de Brumadinho?. (2019). Vigilância Sanitária Em Debate , 7(1), 1-2. https://doi.org/10.22239/2317-269X.01269

Artigos Semelhantes

1-10 de 470

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>