Development and validation of a method for the determination of valproic acid in pharmaceutical formulations by high performance liquid chromatography with diode array detection (HPLC-DAD)

Autores

  • Paulo Ricardo de Souza e Souza Ministério da Defesa - Comando da Marinha Autor
  • Juliana Machado de Carvalho PUC-Rio Autor
  • André Luis Mazzei Albert Incqs/Fiocruz Autor
  • Josino Costa Moreira Escola Nacional de Saúde Pública, Centro de Estudos da Saude do Trabalhador E Ecologia Humana Autor
  • Katia Christina Leandro INCQS/Fiocruz Autor

DOI:

https://doi.org/10.3395/vd.v1n1.16

Palavras-chave:

cromatografia líquida de alta eficiência acoplada com detector de conjunto de fotodiodos, ácido valpróico, validação

Resumo

Título em português: Desenvolvimento e validação de um método para a determinação de ácido valpróico em formulações farmacêuticas por cromatografia líquida de alta eficiência acoplada com detector de conjunto de fotodiodos

O ácido valpróico (VA) é utilizado como anticonvulsivante e também na terapêutica da desordem bipolar e depressão. O método de análise deste medicamento nos compêndios oficiais é por cromatografia gasosa e muitos laboratórios oficiais de controle de qualidade não possuem tal equipamento. A proposta deste estudo foi desenvolver e validar um método analítico por cromatografia líquida de alta eficiência acoplada com detector de conjunto de fotodiodos para a análise deste fármaco. Os parâmetros e condições otimizados foram: coluna C18 (5 µm; 250 x 4 mm d.i.), fluxo de 1,0 mL min-1, comprimento de onda 210 nm, fase móvel 55% ACN e 45% solução 0,05% v/v de ácido trifluoracético (v/v). Os parâmetros analíticos avaliados na validação foram: seletividade e efeito matriz, linearidade, repetitividade e precisão intermediária, exatidão e robustez. A metodologia desenvolvida mostrou identificar de forma inequívoca o analito de interesse. No que concerne aos parâmetros de validação foram obtidos: faixa linear nas concentrações de 0,7 a 1,3 mg mL-1 (r2 = 0,9998), repetitividade: desvio padrão relativo (DPR) = 0,68%, precisão intermediária: DPR = 1,23%, recuperação de 99,42 a 101,55% (DPR de 0,14 a 0,74%) e exatidão de 100,68% (DPR = 0,79%). Quando submetido a pequenas variações, a metodologia mostrou-se robusta.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Paulo Ricardo de Souza e Souza, Ministério da Defesa - Comando da Marinha

    Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992). Atualmente é capitão-de-corveta do Ministério da Defesa - Comando da Marinha. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Análise e Controle de Medicamentos.


    CV: http://lattes.cnpq.br/3816185537904787

  • Juliana Machado de Carvalho, PUC-Rio

    Sou graduada em Química Industrial pela Universidade Federal Fluminense (2005). Estagiei no Cenpes- Petrobras onde trabalhei com a Cromatografia Líquida de Média Resolução (MPLC), extração de amostras sólidas de petróleo por Solxlet. recibo e registro de amostras, rochas, solo, derrames e lavadas. Fui bolsista Tec Tec no Instituto Nacional de Controlde de Qualidade em Saúde da Fiocruz, onde desenvolvi metodologias eletroanalíticas para a determinação de princípios ativos em medicamentos e de íons metálicos em alimentos e água mineral. Fiz mestrado em Química Analítica na PUC- Rio onde desenvolvi métodos eletroanalíticos para analise de sibutramina em fármacos e em alimentos protéicos. Atualmente faço Doutorado na PUC-Rio em Química Analítica onde trabalho com síntese de nanopartículas que serão usadas como sensor na determinação de formulações farmacêuticas.

    CV: http://lattes.cnpq.br/0687650971416183

  • André Luis Mazzei Albert, Incqs/Fiocruz

    Doutor em ciências, em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestrado em Físico Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e graduação em Engenharia Química pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente é tecnologista senior do departamento de Química no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde - Fundação Oswaldo Cruz. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Analítica e análise instrumental.


    CV: http://lattes.cnpq.br/3203267855462421

  • Josino Costa Moreira, Escola Nacional de Saúde Pública, Centro de Estudos da Saude do Trabalhador E Ecologia Humana

    Possui graduação em Farmacia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1967), mestrado em Química (Química Analítica Inorgânica) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1977) e doutorado em Quimica - Loughborough University (1991). Tem experiência na área de Química, com ênfase em Eletroanalítica, atuando principalmente nos seguintes temas: rio de janeiro, contaminação ambiental, voltammetry, chumbo e agrotoxicos. Fator H = 25 (base Scopus, 2011).

    CV: http://lattes.cnpq.br/9103989779392600

     

  • Katia Christina Leandro, INCQS/Fiocruz

    Departamento de Química

    Áreas de atuação: ensino, análises físico-químicas de produtos.

Publicado

2013-02-25

Edição

Seção

Artigo

Como Citar

Development and validation of a method for the determination of valproic acid in pharmaceutical formulations by high performance liquid chromatography with diode array detection (HPLC-DAD). (2013). Vigilância Sanitária Em Debate , 1(1), 52-58. https://doi.org/10.3395/vd.v1n1.16

Artigos Semelhantes

1-10 de 648

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)