O 8° Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária, Guimarães Rosa e as veredas possíveis

  • Daniella Guimarães de Araújo Núcleo de Vigilância Sanitária da Superintendência Regional de Saúde de Sete Lagoas (NUVISA- SRS Sete Lagoas/SES MG), Brsail https://orcid.org/0000-0003-2417-1464
Palavras-chave: 8° Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária, Guimarães Rosa, Vigilância Sanitária

Resumo

                             Uma coisa é pôr ideias arranjadas, outra é lidar com país de pessoas, de carne e sangue, de mil-e-tantas misérias…Tanta gente – dá susto de saber – nenhum se sossega: todos nascendo, crescendo, se casando, querendo colocação de emprego, comida, saúde, riqueza…1

Toda vez que se pensa em Guimarães Rosa, o homenageado da vez no 8º Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária (Simbravisa) de 2019, a palavra travessia ou a palavra sertão aproxima-se.
De tempos em tempos, nossos sertões reais se intensificam e atravessamos os desafios e os problemas decorrentes de um mundo de incertezas, vulnerabilidades, desigualdades e misérias.
O avanço tecnológico, a produção científica e a vigilância sanitária não se dissociam desse mundo no qual os problemas se justapõem e as dualidades ficam ainda mais apartadas.

Biografia do Autor

Daniella Guimarães de Araújo, Núcleo de Vigilância Sanitária da Superintendência Regional de Saúde de Sete Lagoas (NUVISA- SRS Sete Lagoas/SES MG), Brsail

Graduada em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1985). Especialista em Saúde Pública, Farmácia Hospitalar e em Vigilância Sanitária.Atualmente é editora da revista científica Vigilância Sanitária em Debate:sociedade, ciência & tecnologia do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz- Rio de Janeiro.Funcionária da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais/FHEMIG desde 1986.Tem experiência nas áreas de Educação Permanente, Saúde Coletiva e ciências sociais, respectivamente na coordenação de cursos técnicos,desenvolvimento de cursos e material pedagógico; gestão local , regional e nacional em vigilância sanitária; elaboração de pesquisa-ação sobre o plano diretor de vigilância sanitária e projeto Histórias da Visa Real em parceria com NESCON/UFMG e ESPMG. Chefiou o Núcleo de Educação, Pesquisa e Conhecimento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária-NEPEC/ANVISA de abril de 2010 a fevereiro de 2014. É coordenadora do Grupo Temático de Vigilância Sanitária da ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva desde setembro 2014.

Publicado
2020-02-27
Seção
Editorial